Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Carlos Ferreira

Jornalista, radialista e sociólogo. Começou a carreira em Castanhal (PA), em 1981, e fluiu para Belém no rádio, impresso e televisão, sempre na área esportiva. É autor do livro "Pisando na Bola", obra de irreverências casuais do jornalismo. Ganhador do prêmio Bola de Ouro (2004) pelo destaque no jornalismo esportivo brasileiro.

Galvão, o maior nome do Águia contra o Remo

Carlos Ferreira

Quantos jogos como técnico do Águia, desde 1999? Nem João Galvão soube responder. Mas ele concordou que tem uma média de 20 por ano. Portanto, mais de 400 jogos no total comandando o time que ajudou a introduzir no Parazão, como dirigente. Dentro da sua época, Galvão é técnico recordista em longevidade no Pará e, talvez, no Brasil.

Hoje, o paraibano João Galvão (marabaense de coração) é o principal nome do Águia contra o Remo, e enfrentando Paulo Bonamigo, que em 2000, no Leão, também iniciava trajetória de técnico. Bonamigo, porém, já tem 22 clubes no currículo e Galvão só o Águia.

Papão, seis a dez jogos até a Série C

Faltam 41 dias para a estreia do Paysandu na Série C, contra o Tombense, em Minas Gerais. Até lá, mínimo de quatro e máximo de dez jogos pelo campeonato paraense. Dentro dessa trajetória, Itamar Shulle tem a missão de dar identidade e competitividade ao time bicolor para o projeto do acesso à Série B.

Na transição do Parazão para a Série C, o time deverá ter um "up grade" com a saída de quem não está aprovando e a chegada de reforços pontuais. Ou seja, o time ainda está sendo construído no campeonato estadual e tem reforma programada. Tudo em nome da obstinação por uma vaga na Série B no campeonato brasileiro de 2022.

BAIXINHAS

* Pode parecer incrível, mas o bicolor Perema e o azulino Vinícius estão em pé de igualdade na quantidade de jogos pelos seus clubes: Perema 142 pelo Papão e Vinícius 141 pelo Leão. Dois profissionais vitoriosos da dupla Re-Pa.

* Se o meia paraguaio Echeverría é um ex-remista no time do Águia, o lateral Marlon é um ex-aguiano no time do Remo. Marlon teve passagens muito rápidas pelo clube de Marabá em 2016 e 2020, e Echeverría fez nove jogos pelo Leão numa passagem inglória em 2019.

* O Parazão pode ter Re-Pa (dois jogos)  na semifinal ou final. Se Leão e Papão não se reencontrarem neste campeonato, só restará a Copa Verde como possibilidade de Re-Pa este ano.

* Série D. Dia 5 ou 6 de junho, na abertura, o Castanhal contra o Galvez/AC e o Paragoninas contra o Guarani/CE. O Japiim vai estrear em casa e o Jacaré em Sobral. Faltam 48 dias para?a abertura da competição.

* Remo anuncia os planos para compra da área do Centro de Treinamentos, já aplicando verba da Copa do Brasil. Como uma das opções é comprar de volta o terreno de Benfica, vendido pela Justiça do Trabalho em 2008.

* Vale lembrar que em 1994 o Leão chegou a treinar no seu próprio campo, na sede campestre de Benfica, nos primeiros dias do goleiro Clemer no clube. Aquela foi a última temporada do Remo na primeira divisão nacional.

 

 

 

 

 

Carlos Ferreira
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS EM CARLOS FERREIRA