Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

CARLOS FERREIRA

ferreiraliberal@yahoo.com.br

Jornalista, radialista e sociólogo. Começou a carreira em Castanhal (PA), em 1981, e fluiu para Belém no rádio, impresso e televisão, sempre na área esportiva. É autor do livro "Pisando na Bola", obra de irreverências casuais do jornalismo. Ganhador do prêmio Bola de Ouro (2004) pelo destaque no jornalismo esportivo brasileiro.

FPF vai propor à CBF o título de campeão da Amazônia

Carlos Ferreira

A ideia apresentada ontem por esta coluna, de fazer da semifinal amazônica da Copa Verde a decisão do título de campeão da Amazônia, igualmente classificatório à final da CV, vai ser apresentada pela FPF à CBF, já com adesão de Remo e Paysandu. Foi o que disse o vice-presidente da Federação, Maurício Bororó, depois que os presidentes Fábio Bentes (Leão) e Maurício Ettinger (Papão) se manifestaram com plena aprovação.

O Pará teria conquistado o título amazônico nas sete edições, cinco com o Paysandu e dois com o Remo. Agora, a ideia é valorizar a competição pela rivalidade regional e abrir a possibilidade de premiação financeira, possivelmente pelo Banpará, patrocinador de todos os clubes profissionais do Pará.

Função de Gedoz em questão

No sistema de jogo do Remo (4-1-4-1), Felipe Gedoz é a peça "flutuante" do ataque. O time joga sem centroavante. Por isso, as referências a Gedoz como "falso nove". Nas ações ofensivas, se a jogada ocorre pela direita os atacantes do lado oposto fecham para o meio da área (e vice versa), o que também cabe a quem chega de trás. Bem ou mal, Gedoz é o homem da conexão de jogadas.

Essa dinâmica tática confunde quem ainda lê o futebol pelos antigos conceitos. Por isso a irritação de Felipe Conceição ao ser questionado, alegando que o time se encaixou nesse formato e que não tem motivo para mudar o sistema.

BAIXINHAS

* Falta regularidade no rendimento do Remo, mas a campanha é muito boa para o potencial do time, na rotina de desfalques por lesões e suspensões. Mérito de Felipe Conceição! Nada, porém, que invalide as críticas, sejam elas quais forem, no ambiente de paixão que tanto caracteriza o Leão Azul.

* Botafogo/PB vem a Belém como time menos vazado da Série C. Tomou apenas 12 gols em 19 jogos. Média de 0,63 por jogo. Essa é uma estatística que merece a atenção dos bicolores. O Papão vai enfrentar uma defesa sólida na segunda-feira.

* Leão e Papão descobriram que vale a pena ter um custo a mais com hotéis na logística das suas equipes. Estão antecipando as viagens de ida e atrasando as viagens de volta, dando aos seus profissionais maior tempo de repouso, principalmente para sono restaurador.

* Assim mesmo, o desgaste da maratona de jogos se traduz em lesões. No Paysandu estão sob cuidados médicos os laterais Leandro Silva e Marcelo, o volante Paulinho, o meia Ruy, além dos atacantes Robinho e Tcharlles que estão vetados para segunda-feira. No Remo, o goleiro Vinícius, o zagueiro Romércio e o lateral Igor Fernandes, enquanto Uchôa já faz transição do NASP para o gramado e logo estará pronto para jogar.

* Feita uma garimpagem de lances de Arthur em jogos do Remo, foi encontrada apenas uma finalização, por cima da trave. Por isso, não faz gol há 83 jogos, desde 2018. É um jogador muito combativo, importantíssimo para o sistema de marcação.

* Roberto Fonseca com 60% de aproveitamento no Papão. Sob comando dele, o time bicolor conquistou 18 dos 30 pontos que disputou. Muito criticado por todos no começo do trabalho, Fonseca já tem crédito construído.

Carlos Ferreira
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS EM CARLOS FERREIRA