Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

CARLOS FERREIRA

ferreiraliberal@yahoo.com.br

Jornalista, radialista e sociólogo. Começou a carreira em Castanhal (PA), em 1981, e fluiu para Belém no rádio, impresso e televisão, sempre na área esportiva. É autor do livro "Pisando na Bola", obra de irreverências casuais do jornalismo. Ganhador do prêmio Bola de Ouro (2004) pelo destaque no jornalismo esportivo brasileiro.

Em tarde de "sono" e vexame, Papão atrai pressão

Carlos Ferreira

O Ferroviário tinha o pior ataque da Série C, com apenas oito gols em 13 jogos. Diante das facilidades oferecidas por um Paysandu sonolento, o Ferrim fez cinco. A goleada (5 x 1) foi um dos maiores vexames do Paysandu nos seus milhares de jogos no Campeonato Brasileiro.

Embora permaneça na vice-liderança do grupo, o Papão volta a conviver com pressão, agora para as duas últimas rodadas da fase, quando vai enfrentar o Altos em Teresina e o Manaus em Belém. O Papão é um dos sete candidatos às quatro vagas, nessa interessante disputa, onde nenhum time está garantido na segunda fase. No outro grupo já estão classificados Novorizontino, Ypiranga e Ituano, enquanto Criciúma e Figueirense disputam a quarta vaga.

Leão está na melhor posição que já alcançou

Com 30 pontos, o Remo voltou à 11ª posição, a melhor que já ocupou nesta Série B, novamente sete pontos acima da zona do rebaixamento. Na quinta-feira, pela 24ª rodada, o  Leão Azul poderá subir duas posições desde que vença o Avaí no Baenão e seja favorecido por derrotas do Vasco para o CRB em Alagoas e do Operário para o Cruzeiro em Minas Gerais. E na sexta-feira, poderá ter confirmação do aumento da distância para a Z4 se o Vitória não vencer o Brusque em Santa Catarina.

A questão principal é se o Remo vai conseguir derrotar o Avaí, já que o time azulino vem sendo mais produtivo como visitante do que em casa. O Avaí faz muito bem o jogo reativo e vem programado para contra-ataques.

BAIXINHAS

* Raimar, 19 anos, lateral que estreou bem no Remo, é fruto de uma escolinha do Santos em Manaus. Aos 15 anos foi convocado para a seleção brasileira sub 17. Antes de tornar-se jogador do Athletico/PR, passou pelo Paraná Clube.

* Edu, 21 anos, zagueiro que veio junto com Raimar, do Athletico, é fruto do Cruzeiro. Chegou a fazer três jogos como volante no time mineiro. Foi vendido ao Athletico por cerca de R$ 3 milhões.

* Termina amanhã o prazo para inscrição e legalização (no BID) de atletas na Série C. Depois do pacote com Willian Fazendinha, Alan Cardoso e José Aldo, o Paysandu acenou com promessa de mais alguém. Será?

* Claudinei Oliveira, goleiro do Remo em 1999, agora técnico do Avaí, vai viver a emoção de voltar ao Baenão 22 anos depois. Na época, Claudinei veio cedido pelo Santos e chegou a jogar também pela Tuna.

* Só agora o Castanhal entendeu que "mata-mata" é outro campeonato na mesma Série D. Foi a São Luís para mais um jogo, enquanto o Moto Club encarava uma decisão. Isso explica bem a derrota por 2 x 0.

* Bem ao contrário, o Paragominas que já estava no embalo de clara ascensão construiu vantagem sobre o São Raimundo/RR: 1 x 0. Nada resolvido! Chances de classificação para o Japiim e mais ainda para o Jacaré.

* Um mês nos separa da abertura da Segundinha, que vem cheia de estreantes, como o Capitão Poço. No último fim de semana conheci a cidade, o estádio e o presidente Bené Garrafão. Estive em Capitão Poço para uma palestra e testemunhei o entusiasmo do pocenses no sonho de acesso ao Parazão 2022.

Carlos Ferreira
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS EM CARLOS FERREIRA