Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Carlos Ferreira

Jornalista, radialista e sociólogo. Começou a carreira em Castanhal (PA), em 1981, e fluiu para Belém no rádio, impresso e televisão, sempre na área esportiva. É autor do livro "Pisando na Bola", obra de irreverências casuais do jornalismo. Ganhador do prêmio Bola de Ouro (2004) pelo destaque no jornalismo esportivo brasileiro.

Amanhã, "carne assada" ou "carne de pescoço" para o Papão?

Carlos Ferreira

O Tapajós é lanterna do seu grupo com três empates e duas derrotas, apenas três gols marcados, mas não chega a ser "carne assada" para o Papão. Talvez, até torne-se "carne de pescoço", sob efeito da estreia do técnico Artur Oliveira. É importante que os bicolores não se iludam com os números. Apesar da campanha pífia, o time santareno é encardido e pode dar trabalho, mais ainda pelo gramado do Mamazão, que prejudica o time mais técnico. Os bicolores já conhecem.

Jogando para levantar o moral, o Papão terá que se impor não só fisicamente, mas principalmente com suas armas de jogo aéreo. Só vitória importa para as duas equipes, já que o Paysandu precisa eliminar as desconfianças e o Tapajós trata de se afastar do rebaixamento.

Lucas Tocantins nunca jogou tão perto de casa

O remista Lucas Tocantins, paraense de São Geraldo do Araguaia, saiu da sua cidade ainda criança, aos seis anos, indo para Talismã, no Tocantins, e depois para Ribeirão Preto/SP, onde virou jogador no Botafogo. Domingo, em Marabá, ele estará a 160 quilômetros da cidade natal, com a camisa do Remo, contra o Águia.

Lucas Tocantins, 26 anos, veio para o Remo como um "achado", depois de ter sido campeão brasileiro da Série B pela Chapecoense. Atacante versátil, oferece profundidade e fidelidade tática em dobradinha com Marlon. Se encaixou bem no time de Paulo Bonamigo e, a cada jogo, torna-se mais importante para o Leão, como se espera dele contra o Águia.

BAIXINHAS

* Dar compactação ao time deve ser prioridade para Itamar Shulle no Papão. A falta de melhor integração entre peças e setores tem comprometido ações de defesa e de ataque. São encaixes que só ocorrem na continuidade dos treinos e dos jogos.

* Quem vai ser poupado por Bonamigo no jogo contra o Águia? Deve ser o caso de Renan Gorne, que esteve em todos os sete jogos e só fez gols nos dois primeiros. Assim, Edson Cariús teria a sua grande chance, no time alternativo.

*  Meia paraguaio Echeverría, ex-remista, é a peça mais importante do Águia. No Remo ele fez três gols em nove jogos, numa passagem muito discreta, em 2019. Mas o time marabaense está sem o meia Wendel e o atacante Danilo Galvão, ambos lesionados.

* Sexta rodada do Parazão. Hoje, às 10 horas, Tuna x Itupiranga; às 15h30 Gavião Kiykatejê x Castanhal, às 16 horas Independente x Carajás. Amanhã, às 10 horas, Tapajós x Paysandu. Domingo, às 10 horas Bragantino x Paragominas; às 16 horas Águia x Remo.

* Pelo conforto que está vivendo, o Remo envia time alternativo a Marabá para o confronto com o Águia, na missão de manter a invencibilidade na temporada. O Paysandu, cuja missão é sair do desconforto, vai com todas as armas para cima do Tapajós.

* Aplicado o ranking da CBF nos 32 clubes da segunda fase da Copa do Brasil, agora é definitivo que o adversário do Remo será um desses: Flamengo, Palmeiras, Grêmio, Internacional, Athletico(PR), Santos, Corínthians, São Paulo, Atlético(MG), Cruzeiro, Bahia,  Fluminense, Ceará, Chapecoense, Vasco ou América(MG). Jogos dias 2 e 9 de junho. 

Carlos Ferreira
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS EM CARLOS FERREIRA