Carlos Ferreira

Jornalista, radialista e sociólogo. Começou a carreira em Castanhal (PA), em 1981, e fluiu para Belém no rádio, impresso e televisão, sempre na área esportiva. É autor do livro "Pisando na Bola", obra de irreverências casuais do jornalismo. Ganhador do prêmio Bola de Ouro (2004) pelo destaque no jornalismo esportivo brasileiro.

A seleção paraense do século deve ser alterada?

Carlos Ferreira

Dico (Remo); Oliveira (Paysandu), Dutra (Remo), Socó (Remo), Cuca (Remo); Natividade (Paysandu), Quarentinha Braga (Paysandu), China (Tuna); Manoel Maria (Tuna), Alcino (Remo) e Neves (Remo). Técnico: Miguel Cecim (Tuna, Paysandu,  Sport Belém). Craque: Quarentinha Braga (Paysandu). A Seleção Paraense do Século XX foi eleita em 2000 por 21 jornalistas e radialistas, todos com idade mínima de 50 anos, na época, selecionados por este colunista: Ivo Amaral, Sérgio Noronha, Ferreira da Costa, Jones Tavares, Braz Chucre, Carlos Castilho, Paulo Cecim, Moacir Calandrini, Elton Sales, Cláudio Guimarães, Edgar Augusto, Eloy Lins, Jaime Bastos, José Simões, José Lessa, Jurandir Bonifácio, Edson Matoso, Expedito Leal, Teodorico Rodrigues, Zaire Filho e Carlos Estácio.

Passados 20 anos da eleição e premiação, a seleção paraense do século deve ser alterada?

Maioria diz "não"

Dos 21 profissionais de imprensa que votaram, 14 estão vivos. Esta semana, o colunista perguntou quem sairia e quem entraria se reabríssemos a votação. Nem todos os contatos foram possíveis, mas, dos que responderam, a maioria foi conservadora e reafirmou a seleção eleita em 2000.

Apesar de mantida a seleção que homenageamos na época, alguns nomes do Século XXI foram lembrados e colocados entre os melhores de todos os tempos.

BAIXINHAS

* Jones Tavares foi quem mais reformou votos. Ele substituiu os dois laterais, o volante e o técnico. Redefiniu a sua seleção com Dico, Yago Pikachu (Paysandu), Dutra, Socó, Luiz Fernando (Remo e Paysandu); Sandro (Tuna e Paysandu), Quarentinha, China; Manoel Maria, Alcino e Neves.
Técnico: Givanildo Oliveira (Paysandu e Remo).

* Ferreira da Costa e Cláudio Guimarães trocariam Natividade por Sandro Goiano. Edson Matoso tentou incluir Giovanni, mas não viu quem pudesse tirar.

* A coluna trouxe o assunto de volta como forma de reiterar a homenagem feita há 20 anos aos melhores do século passado. A ideia foi provocada pelo resgate de uma antiga nota do Repórter 70 (O Liberal) com a seleção de todos os tempos, escalada em 1975 pelo comentarista Edyr Proença.

* A seleção de Edyr: Velez (Remo); Coelho (Remo), Evandro Almeida (Remo); Marituba (União Esportiva), Sandoval (Paysandu), Pedro (Paysandu); Arleto (Paysandu), Teixeirinha (Tuna), Quarentinha Braga (Paysandu), Capi (Remo) e Vevé (Remo). Jogadores das décadas de 40, 50 e 60.

* Há sete meses, no calor da pandemia, jornalistas e radialistas do Grupo Liberal elegeram a seleção paraense dos anos 2000:
Vinícius; Pikachu, Gino, Sérgio, Luiz Fernando; Vânderson, Sandro, Gian, Velber; Vandick e Robgol. Técnico: Givanildo Oliveira. Craque: Pikachu. Votaram: Ivo Amaral, Agripino Furtado, Abner Luiz, Pio Neto, Sérgio Noronha, Breno Rayol, Nilson Cortinhas, Carlos Fellip, Gustavo Pêna, Carlos Ferreira. 

Carlos Ferreira
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS EM CARLOS FERREIRA