Menino de 11 anos vence competição nacional com game para combater o coronavírus

No jogo, os jogadores devem apanhar o maior número de máscaras e tubos de álcool em gel para ganhar munição

Redação Integrada com informações de GaúchaZh

Victor Gabriel Pitrosky Agostini, de 11 anos, talvez não esperasse que venceria um concurso nacional com um game que tem como cenário a pandemia do novo coronavírus. O garoto de Porto Alegre criou o jogo "Covid-19 Game" para uma competição da escola de programação e robótica para crianças e adolescentes onde estuda. Acesse o jogo neste link.

Nos curta no Facebook para acessar as principais notícias do dia, lives e promoções. Clique aqui.

O menino descabou cerca de 70 concorrentes e levou o primeiro lugar nacional da Super GameJAM, da SuperGeeks, que neste ano teve o combate à pandemia como temática. Se engana quem pensa que foi algo complicado para o pequeno. O game ficou pronto em apenas cinco dias.

Durante o período de distanciamento socia, Victor dedicava-se ao jogo assim que terminava a aula à distância. Ele conta que já acompanha as notícias relacionadas ao coronavírus, mas passou a prestar mais atenção nas reportagens da TV e da internet para embasar o game. 

Na disputa, o jogador deve apanhar o maior número de máscaras e tubos de álcool em gel para ganhar munição (que, no caso, são vacinas arremessadas contra o corona). Cada nível tem nome de um profissional da saúde: você começa em técnico em enfermagem e, se tiver êxito, chega a médico especialista no final.

Brasil
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

MAIS LIDAS EM BRASIL