Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Operação conjunta da polícia deixa 22 mortos na Vila Cruzeiro, no Rio de Janeiro

Entre os mortos, ao menos 11 eram suspeitos procurados e uma vítima de bala perdida

Paula Figueiredo

Durante a madrugada desta terça-feira (24), pelo menos 22 pessoas morreram em um confronto na Vila Cruzeiro, na Penha, Zona Norte do Rio de Janeiro. Segundo a Polícia Militar, entre os mortos, ao menos 11 eram suspeitos procurados e uma vítima de bala perdida. 

VEJA MAIS

Paraenses estão entre mortos em operação do Bope contra tráfico de drogas na Vila Cruzeiro no RJ
A Polícia Militar carioca informou que três paraenses estão entre os suspeitos mortos

Operação conjunta da polícia deixa 22 mortos na Vila Cruzeiro, no Rio de Janeiro
Entre os mortos, ao menos 11 eram suspeitos procurados e uma vítima de bala perdida

Saiba quem é Eraldo, paraense suposto chefe de tráfico do Pará, morto em operação do Bope no RJ
Eraldo de Novaes Ribeiro está entre os 22 mortos de uma operação do Bope em Vila Cruzeiro. Polícia Civil carioca confirma outros paraenses envolvidos em ataques a agentes de segurança

De acordo com a Polícia Militar, os agentes do Batalhão de Operações Especiais (Bope), da Polícia Federal (PF) e da Polícia Rodoviária Federal (PRF) foram atacados a tiros quando iniciaram a operação emergencial. A ação tinha o objetivo de prender chefes do Comando Vermelho escondidos na Vila Cruzeiro. A polícia afirma que líderes de facções de outras favelas do Rio e até mesmo de estados do Norte e Nordeste estão escondidos na Penha.

Tiros iniciaram às 4h

Carro blindado na Vila Cruzeiro. (Foto: Reprodução)

Conforme relato dos moradores, os tiros iniciaram por volta das 4h da manhã. "Quatro horas da manhã começou a operação aqui na Vila Cruzeiro. Muito tiro, mas muito tiro mesmo. Os policiais do Bope entraram aqui com vários carros. E a bala tá comendo”, disse um morador.
 
A vítima de bala perdida foi identificada como Gabriele Ferreira, de 41 anos. A mulher foi atingida na entrada de Chatuba, ao lado da Vila Cruzeiro. Outras duas também ficaram feridas e foram levadas para o hospital Getúlio Vargas, na Penha. 

Operação na região continua 

Apreendimentos da ação. (Foto: Reprodução)

Após apreender onze fuzis, quatro pistolas e uma granada na ação, a polícia afirmou que os confrontos devem continuar. "O objetivo ainda está mantido de buscar criminosos de outros estados que estão buscando abrigo aqui com essa facção criminosa, que opera na Vila Cruzeiro, no Jacarezinho, na Mangueira, na Providência e no Chapadão. Eles estão hospedando criminosos de outros lugares, entre eles, criminosos do Pará, que determinaram a morte de mais de 13 agentes públicos somente este ano", destacou o tenente-coronel Ivan Blaz. 

(Estagiária Paula Figueiredo, sob supervisão de Tainá Cavalcante, editora web de OLiberal.com)

Brasil
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS EM BRASIL

MAIS LIDAS EM BRASIL