Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

'Novo Lázaro', suspeito de matar a mulher, enteada e fazendeiro é encontrado morto em presídio

O detento foi encontrado desacordado durante o procedimento de entrega do café da manhã, nesta terça-feira (18)

O Liberal

O caseiro Wanderson Mota Protácio, suspeito de matar a mulher grávida, a enteada e um fazendeiro, foi encontrado morto, nesta terça-feira (18), em uma cela do Núcleo de Custódia do Complexo Prisional de Aparecida de Goiânia. As informações são do portal G1 Goiás.

A gravidade do crime fez com que o agressor, na época, fosse comparado ao assassino "Lázaro Barbosa de Souza", que matou quatro pessoas de uma mesma família no Distrito Federal, em junho de 2021.  

VEJA MAIS

‘Eu estava doido demais’, diz ‘Novo Lázaro’ ao justificar morte de enteada a facadas
Além da criança, ele também matou a mãe da menina, que era a sua companheira e estava grávida

'Novo Lázaro' é acusado de matar taxista e de tentativa de feminicídio
Wanderson Mota Protácio, de 21 anos, é acusado de matar a esposa, a enteada e um fazendeiro há cinco dias.

De acordo com a Diretoria-Geral de Administração Penitenciária (DGAP), os servidores do local encontraram o preso desacordado durante o procedimento de entrega do café da manhã, logo cedo. A nota diz que o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foi chamado e atestou o óbito do detento, que estava pendurado com um lençol no pescoço.

A DGAP disse em um comunicado que abriu um procedimento interno para investigar a morte. O órgão informou que ele estava sozinho na cela. Quando ele foi preso, a juíza Aline Freitas da Silva havia decidido que ele ficasse em cela separada.

O g1 pediu um posicionamento à Secretaria de Segurança Pública de Goiás (SSP) e aguarda resposta.

Relembre o caso

Os crimes contra a esposa, a enteada e o fazendeiro aconteceram em 28 de novembro passado, em Corumbá de Goás. A Polícia Civil apurou que ele matou, com golpes de faca, a mulher dele, Raniere Aranha Figueiró, que estava grávida, e a enteada Geysa Aranha, de 2 anos e nove meses, na casa onde moravam.

Depois, ele furtou um revólver e matou o fazendeiro Roberto Clemente, de 73 anos, que era vizinho e roubou caminhonete dele para fugir da cidade. Ele ficou seis dias foragido até uma fazendeira o convencer a se entregar à polícia.

O secretário de Segurança Pública de Goiás, Rodney Miranda, disse na época que o caseiro contou sobre a morte da esposa grávida, da enteada e do fazendeiro com tranquilidade e frieza.

Ela tinha 21 anos e foi morta a facadas dentro de casa. O secretário Rodney Miranda acredita que ela não sabia dos antecedentes criminais do companheiro.

A menina de 2 anos e 9 meses era filha de Ranieri e enteada de Wanderson. Ela também foi morta com uma faca. O caseiro preso disse que a garota presenciou a morte da mãe.

O fazendeiro tinha 73 anos e era conhecido de Wanderson. De acordo com as investigações, após matar a esposa e enteada, Wanderson furtou uma arma na casa do patrão dele, foi até a casa de Roberto e atirou na cabeça dele.

A polícia informou que Wanderson tentou estuprar a mulher do fazendeiro morto. "Não conseguindo, atirou também contra ela, acertando seu ombro. Caída no chão, se fingiu de morta. Então ele pegou a caminhonete da vítima e fugiu", diz o boletim.

Brasil
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS EM BRASIL

MAIS LIDAS EM BRASIL