Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Menina assassinada após ir à padaria foi estuprada e morta por conhecido da família

A informação foi divulgada junto com a conclusão que o autor do crime seria Paulo Sérgio de Oliveira, homem que aparece nas imagens registradas pelas câmeras

Paula Figueiredo

O chefe da Polícia Civil de Minas Gerais, Joaquim Francisco Neto, confirmou que a menina Bárbara Victória, de 10 anos, que desapareceu após ir à padaria, foi estuprada e morta por asfixia. A informação foi divulgada na quarta-feira (10), junto com a conclusão que o autor do crime seria Paulo Sérgio de Oliveira, homem que aparece ao lado da criança nas imagens registradas por câmeras de segurança.

VEJA MAIS

Família da menina Bárbara aguarda resultado de exame de DNA do suspeito pelo assassinato
A criança de 10 anos desapareceu no dia 31 de julho, após sair de uma padaria próxima de casa. Dois dias depois, ela foi encontrada morta

Corpo de menina desaparecida em MG é encontrado; vídeo mostra dois homens correndo na direção dela
Bárbara, de 10 anos, estava desaparecida desde o último domingo (31). Câmeras filmaram ela correndo após sair de uma padaria em Ribeirão das Neves e dois homens indo na mesma direção

A conclusão da autoria foi confirmada após o resultado do exame de DNA identificado no corpo da vítima. O material genético de Paulo foi encontrado nas unhas e no cadarço utilizado para amarrar as mãos da menina. "Não há dúvida sobre a autoria e materialidade", disse Joaquim Neto. O suspeito prestou serviços elétricos na residência de Bárbara dias antes do crime

Suspeito foi encontrado morto

Paulo Sérgio foi encontrado morto no dia 3 de agosto. (Foto: Reprodução/TV Globo)

Paulo Sérgio foi apontado como principal suspeito ao aparecer ao lado da vítima em imagens capturadas por câmeras de segurança no dia 31 de julho, quando ela desapareceu. No 1º de agosto, após a Polícia Militar encontrar um saco de pão semelhante ao que Bárbara tinha comprado na casa de Paulo, ele foi conduzido para a delegacia e, em seguida, liberado. 

No boletim, o homem inicialmente alegou não conhecer Bárbara e afirmou não aparecer nas imagens da câmera de segurança. Depois, ele confirmou que conhecia a vítima e que aparecia no vídeo, mas que não teria feito nada com ela. Na noite do dia 2 de agosto, quando o corpo de Bárbara foi encontrado, Paulo Sérgio passou por um exame de DNA e cedeu material genético voluntariamente.  Porém, no dia 3, ele foi encontrado morto na casa de uma tia. Há suspeitas que ele tenha cometido suicidio. 

A polícia segue investigando o caso para encontrar  outros elementos que indiquem a dinâmica do assassinato de Bárbara 

(Estagiária Paula Figueiredo, sob supervisão de Tainá Cavalcante, editora web de OLiberal.com)

Palavras-chave

Brasil
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS EM BRASIL

MAIS LIDAS EM BRASIL