Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Homem é indiciado por injúria racial após chamar ex-sogra de 'galinha preta de macumba'

O homem foi indiciado por injúria racial, mas está em liberdade e não será preso preventivamente

Paula Figueiredo

Uma mulher resolveu procurar a delegacia para denunciar o seu ex-genro, com quem já teve vários desentendimentos familiares, após o homem chamá-la de 'galinha preta de macumba' para a filha dela. O caso foi registrado em maio, na cidade de Pontalina, no sul goiano, e o rapaz o indiciado por injúria racial

VEJA MAIS

Belém tem programação que estimula denúncias de racismo e o fortalecimento da identidade preta
De acordo com a Segup de janeiro a abril de 2022 foram computados 92 registros de injúria racial e 2 de racismo no Pará. Em 2021, no mesmo período, foram 96 registros de injúria e 3 de racismo

Professora é vítima de injúria racial em grupo com alunos em Itaituba
Crime é definido pela prática de ofensa à dignidade de alguém, com pena de reclusão de 1 a 6 meses ou multa

De acordo com a Polícia Civil, a mulher decidiu procurar a delegacia ao ficar sabendo das ofensas feitas pelo homem. Ele foi indiciado por injúria racial, mas, apesar disso, está em liberdade e não será preso preventivamente. Conforme a corporação, neste caso, o crime é praticado através de ofensas envolvendo a raça, cor, etnia, religião ou origem da vida. Dada a gravidade do delito, o entendimento do Supremo Tribunal Federal (STF) se trata de racismo, portanto, imprescritível.

(Estagiária Paula Figueiredo, sob supervisão de Tainá Cavalcante, editora web de OLiberal.com)

Brasil
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS EM BRASIL

MAIS LIDAS EM BRASIL