Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Homem carbonizado em explosão teria a intenção de matar a esposa e a filha; vídeo

No dia do incidente, o homem havia brigado com a mulher e entrado no veículo com um galão de gasolina

O Liberal

Uma explosão de carro deixou Djanir Luiz Rosa Coutinho, de 36 anos, carbonizado, na última quinta-feira (4), em Barra do Turvo, no interior de São Paulo. De acordo com uma testemunha da tragédia, o homem teria a intenção de matar a esposa e a filha. As informações são do g1 Santos e Região.

VEJA MAIS

Homem morre após carro explodir na porta do Conselho Tutelar; ele tentou invadir o local
A mulher e o filho do homem procuraram o Conselho Tutelar após uma discussão

Criança vai parar na UTI com queimaduras no corpo após bateria explodir dentro do carro
Menino estava com o pai esperando para abastecer em um posto de gasolina quando a explosão aconteceu

Pai é preso acusado de estuprar e matar filha de um mês em Novo Repartimento
Caso aconteceu neste domingo (10) no sudoeste do Pará

No dia do incidente, o homem havia brigado com a mulher e entrado no veículo com um galão de gasolina. Ele acendeu um cigarro e o veículo começou a pegar fogo. Várias pessoas desesperadas tentaram controlar as chamas com o uso de extintores, mas não conseguiram salvar Djanir.

Antes da explosão, no fim da tarde de quinta-feira, a esposa de Djanir procurou a Delegacia de Barra do Turvo e registrou um boletim de ocorrência contra o marido. A mulher relatou ameaças e violência doméstica. Em seguida, ela levou a filha até a sede do Conselho Tutelar da cidade.

A testemunha afirmou que a esposa de Djair disse que o marido a havia ameaçado ela e a filha. "Ele trouxe a gasolina na intenção de matar as duas. A gente entende que ele tinha premeditado", disse.

"Pelo olhar dele, a intenção era de fazer a tragédia ali. Se não tivesse a intenção não teria levado 2 litros de gasolina em garrafa pet. Sabia que ele ia provocar uma tragédia. No momento, só queria salvar a mulher dele porque ela falou que ele iria matá-la. Foi tudo rápido", completou a testemunha.

Ainda de acordo com a testemunha, não deu tempo de socorrer o homem, pois os extintores usados para apagar as chamas falharam: "Todo mundo que apareceu para ajudar, o extintor não funcionava, quando conseguiram apagar ele já estava morto".

Brasil
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS EM BRASIL

MAIS LIDAS EM BRASIL