CONTINUE EM OLIBERAL.COM
X

EUA pede que Israel 'tome precauções' para proteger civis, após bombardeio em Rafah

Bombardeio deixou pelo menos 45 mortos na região

AFP
fonte

A Casa Branca se declarou "impactada", nesta segunda-feira (27), pelas imagens do bombardeio israelense em Rafah, na Faixa de Gaza, que atingiu um acampamento de deslocados, onde morreram "palestinos inocentes", e pediu a Israel para "tomar todas as precauções para proteger todos os civis".

"Deixamos claro que Israel deve tomar todas as precauções possíveis para proteger os civis", disse um porta-voz do Conselho de Segurança, apesar de admitir que "Israel tem o direito de atacar o Hamas, e entendemos que no bombardeio morreram dois terroristas de hierarquia elevada".

Os Estados Unidos, junto ao exército israelense e seus outros parceiros na região, estão comprometidos em determinar o que ocorreu, afirmou o funcionário.

Segundo as autoridades em Gaza, o bombardeio deixou ao menos 45 mortos. 

O primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu, classificou o caso com um "acidente trágico", que seu governo começou a investigar.

VEJA MAIS

image Netanyahu reconhece 'erro trágico' em ataque que deixou pelo menos 45 mortos em Rafah
Ataques ocorreram no domingo (26.05)

image Israel enfrenta críticas da comunidade internacional após ataques em Rafah
Ataques mataram pelo menos 45 Palestinos

image Chefe da diplomacia da UE diz estar 'horrorizado' com ataques israelenses em Rafah
Os ataques de Israel a um campo de deslocados em Rafah, em Gaza, que provocaram a morte de 45 pessoas.

Entre no nosso grupo de notícias no WhatsApp e Telegram 📱
Brasil
.
Ícone cancelar

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS EM BRASIL

MAIS LIDAS EM BRASIL