Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Ambulante é espancado e morto por reclamar do preço da carne

A vítima foi espancada por um funcionário do local e outro homem, amigo do agressor

O Liberal

Um vendedor ambulante identificado como Wagner de Oliveira Lovato, de 40 anos, morreu após ser espancado por reclamar do preço da carne em um mercado. Ele ainda teria sido transferido para um hospital, mas não resistiu e teve morte cerebral na noite do último domingo (3). O caso aconteceu em Porto Alegre. As informações são do Metrópoles.

As agressões ocorreram no sábado (2). Wagner foi espancado por dois homens que estariam embriagados, um deles é funcionário do estabelecimento e estava de folga quando cometeu o crime.

De acordo com o delegado, a vítima teria tido uma discussão banal. Wagner saiu do estabelecimento sem comprar nada e teria falado que a carne estava cara e que não era de qualidade. Na frente do local, houve uma briga com os assassinos. Ele tomou dois socos, se desequilibrou e bateu com a cabeça no chão. Também há relatos de que o funcionário teria chutado a cabeça de Wagner. 

Os dois agressores estavam embriagados. Eles foram levados para a delegacia e presos preventivamente. A casa de carnes assegurou que, desde o ocorrido, tem buscado contato com a família da vítima para dar o suporte necessário.

Palavras-chave

Brasil
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS EM BRASIL

MAIS LIDAS EM BRASIL