Procissão Luminosa de Santa Luzia é marcada por chuvarada que ‘renovou’ fé dos católicos no Jurunas

A organização da manifestação religiosa acredita que duas mil pessoas participaram do evento

Amanda Martins

Nem a chuva no início da noite de domingo (11) atrapalhou a alegria dos moradores do bairro de Jurunas no retorno da Procissão Luminosa de Santa Luzia. Na esperança de renovar a fé, após dois anos de pandemia em que a manifestação religiosa não pode ser realizada, cerca de duas mil pessoas percorrem mais de cinco ruas do bairro, cantando e louvando à Santa.  Oficialmente, a data d’Ela é celebrada apenas no dia 13 de dezembro, mas há quase uma semana e meia os devotos estão homenageando a padroeira do bairro. 

VEJA MAIS

image Procissão Luminosa reunirá devotos de Santa Luzia no Jurunas, neste domingo (11)
Cerca de 2 mil pessoas deverão participar do evento. Na terça (13), dia em homenagem à santa, arcebispo metropolitano celebrará missa no bairro

Assista ao vídeo:

Uma Santa Missa reuniu os católicos que aguardavam ansiosamente para percorrer o trajeto, que teve como início e fim a Paróquia de Santa Luzia. Quem presidiu o momento de recolha e oração foi o pároco  Silvestre Sales. Na homilia, ele falou sobre a alegria de “todos estarem reunidos” para viver aquela partilha de fé tão aguardada. O padre também citou a importância  de consertar-se com Deus: “O caminho que Ele percorre até chegar próximo de nós, deve ser o mesmo que devemos percorrer até Ele”. 

Neste ano, a procissão trouxe como tema “Santa Luzia ajuda-nos a ver sempre o bem da comunidade", e o lema “A multidão dos fiéis era um só coração e uma só alta”. Padre Francisco Sorrentino, responsável religioso pela paróquia,  explicou que  a mensagem proposta pelo tema é, de fato, mostrar como cada um deve superar a “injustiça e o individualmente” em busca de uma completa aceitação dos desafios que Deus tem a oferecer a cada um. 

“Voltar a percorrer as ruas é, com certeza, muito significativo. A imagem de Santa Luzia, as velas acesas, é um convite ao olhar para o alto, não perder as esperanças e encontrar nEle um novo começo”, afirmou o pároco da comunidade do Jurunas. 

Homenagens 

A imagem de Santa Luzia, que foi conduzida pelas ruas do bairro em uma berlinda, acompanhada de um mini que tocava muitas católicas, recebeu diversas homenagens por onde passava.  Uma delas foi o comerciante Edvaldo da Costa Magno, que “empilhou” balões no alto da esquina para soltar quando a padroeira passasse. 

Ao lado da família, ele planejou uma série de homenagens que visavam agradecer à Santa por todas as bênçãos dadas ao longo do ano. “Quando Ela passar por nós, vamos soltar os balões e acender o caminho de velas. Tudo o que eu faço não é como pagador de promessas, mas como fiel devoto. Quero que ela sempre interceda na minha vida”, disse o católico.

Dona Ana Maria Farias Lima, de 48 anos, “armou” uma mesa e decorou com flores e a imagem de Santa Luzia como espécie de agradecimento por mais um ano de saúde. Em frente a sua residência, ela deixou um mini altar pronto e ficou com o marido, que seguiu acompanhado a procissão, e com a filha, esperando a pedreira passar.

“Estou me sentindo abençoado por todos anos renovar a minha fé nEla e, hoje, por poder acompanhar o retorno dessa procissão que fez tanto falta nos últimos dois anos”, finalizou.

A festividade em homenagem à padroeira do Jurunas começou no dia 1º e segue até a próxima terça-feira (13), dia dedicado à Santa. Na paróquia todas as noites há apresentações musicais, vendas de comidas e divertimento garantido aos jurunenses católicos.  

 

Belém
.
Ícone cancelar

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS EM BELÉM

MAIS LIDAS EM BELÉM