População denuncia descarte irregular de entulho na travessa da Estrella, no bairro do Marco

De acordo com alguns moradores da área, não é a primeira vez que este trecho da pista é utilizado para acumular entulho pela própria vizinhança

João Thiago Dias

Um acúmulo de restos de materiais de obra ou construção foi registrado, na tarde desta terça-feira (10), em um trecho da travessa da Estrella, entre as passagens São Pedro e José Leal Martins, no bairro do Marco, em Belém. De acordo com alguns moradores da área, não é a primeira vez que este trecho da pista é utilizado para acumular entulho pela própria vizinhança.

O autônomo Marcio Matos, que passa pela travessa com certa frequência, diz que o motivo é a falta de consciência e de educação da população. "Todo mundo faz obra em casa. Isso não é pecado nenhum. O problema é que nem todos sabem como proceder com pedaços de madeira, vidro e outros materiais sem serventia. Falta instrução, e a rua é usada como depósito", disse.

Já o motorista por aplicativo João Silva reforça que a sujeira pode causar mais transtornos no período de chuvas constantes. "Estamos perto de um canal da José Leal Martins. Infelizmente, aqui tem até alagamento às vezes. Imagina alagar com esse bando de entulho pela rua! A vizinhança precisa aprender a destinar lixo e entulho para o local correto", destacou.

Uma moradora que preferiu manter a identidade dela em sigilo afirmou que o desrespeito é antigo. "Jogam entulho na frente da casa dos outros. Mas é na pista e todos estão sendo prejudicados. Há anos que sofremos com essa falta de respeito. Nem sei que órgão procurar para denunciar e resolver essa dor de cabeça", contou a denunciante.

O que fazer?

A Prefeitura de Belém, por meio da Secretaria Municipal de Sanamento, informou que a competência de recolher restos de materiais de construção é do próprio gerador. "Para quem realiza uma obra e precisa descartar entulho, o procedimento correto é contratar empresa para descartar o material em local correto", esclareceu em nota.

"A Prefeitura de Belém recolhe até um metro cúbico e o agendamento é feito pela central telefônica Disque Sesan 156. A Prefeitura pede a colaboração da população para que não descarte lixo e entulho em via pública", pontuou a nota.

"O cidadão que se sentir lesado em caso de despejo irregular de lixo ou entulho também pode utilizar o Disque Sesan para fazer a denúncia. A ligação é gratuita e deve ser feita por meio de telefone fixo", detalhou a nota.

Belém
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

MAIS LIDAS EM BELÉM