Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Dia do cachorro-quente: lanche de rua é hábito paraense; conheça os mais famosos

Muitos belenenses estão recorrendo às barraquinhas de rua para comer sem gastar muito. Mas, claro, que sabor do lanche e local agradável do estabelecimento ainda impressiona cliente

Amanda Martins

Nesta sexta-feira (9) comemora-se o Dia Mundial do Cachorro- Quente. Essa data serve para homenagear um dos sanduíches mais famosos do mundo. Originalmente, ele é feito com salsicha acompanhado com molho de tomate.

VEJA MAIS

Comida de rua em Belém: saiba onde encontrar
Desde o café próximo ao Bosque Rodrigues Alves até o famoso completo do meio da tarde; saiba onde estão as comidas de rua em Belém

Casimiro publica vídeo 'reagindo' ao lanche de rua de Belém: ‘Abacatada e salgado. O que é isso?'
O streamer publicou um vídeo, na terça-feira (8), comentando sobre os principais pontos do Ver-o-Peso

Em Belém, esse lanche ganhou uma “nova cara” há muitos anos: feito com pão massa fina, picadinho e vinagrete. Além de entrar na categoria de “lanches de rua”, é encontrado tradicionalmente nas esquinas da capital paraense, na maioria das vezes, em carrinhos.

Quem já passou a noite na Avenida Presidente Vargas na esquina com a Gama Abreu, com certeza viu o famoso Rosário Lanches. 'Queridinho" entre os belenenses, foi um dos primeiros carros de cachorro-quente a oferecerem o sanduíche na cidade. Até hoje, Edmara Figueira, filha do Seu Rosário, diz que a equipe trabalha para manter a receita original - conservado todos os ingredientes -, e como bebida, o refrigerante de guaraná ks de vidro.  Uma das poucas novidades introduzidas pelo estabelecimento é a maionese temperada.  

Cachorro-quente do Rosário Lanches (Cláudio Pinheiro / O Liberal)

“Um dos nossos lanches mais famosos é o X-Leitão, e o segundo mais pedido, é o cachorro-quente. A carne, o pernil e o picadinho que servimos no lanche é temperado pelo meu pai. Ele está afastado por questões de saúde, mas continua cuidando dos mínimos detalhes. Nós sempre buscamos trazer para o cliente algo de qualidade, todos os dias, faça chuva ou faça sol”, afirmou Edmara que trabalha no estabelecimento como atendente.

E é por isso que a ‘casa’ vive sempre cheia. A filha de Seu Rosário explicou que o maior marketing que o estabelecimento possui ainda é aquele que funciona de “boca a boca”, ou seja, o elogio dos clientes. Edmara também disse que muitos frequentadores, às vezes,  não se importam de esperar outros saírem, pois sentem satisfação em “comer algo de qualidade”. “Isso nos faz muito feliz, porque mostra o quanto temos clientes fiéis", acrescentou.  

Reinvenção para agradar o paladar do cliente

O estabelecimento Gilson Lanches possui um cardápio de cachorros-quentes e hambúrgueres com os sabores mais variados possíveis, que vão do tradicional ao X-Biscoito - que leva carne bovina, queijo, salada e, claro, biscoito. Presente há 10 anos no mercado, os irmãos Gilson e Nivaldo Amaral, atuam em dois pontos no bairro do Jurunas, na Roberto Camelier e na Fernando Guilhon. 

Equipe do Gilson Lanches  (Beatriz Araújo / Especial O Liberal)

Dentre os vários lanches oferecidos no estabelecimento, o que mais chama a atenção é o conhecido por “X-Doidão”. Isso porque, o sanduíche é do “tamanho da sua fome”, levando quatro salsichas, fatias de queijo e presidente, ovos, batata frita, bacon, três pães e carne de hambúrguer.

X-Doidão feito com quatro salsichas, queijo e presunto, três pães de forma, maionese, cheddar, ovos e carne de hambúrger (Beatriz Araújo/ Especial O Liberal)

“É uma novidade muito procurada pelas pessoas, principalmente as que estão voltando da balada.  Ele pode servir de cinco a seis pessoas”, explicou Nivaldo. A receita foi criada e batizada pelo irmão Gilson. 

Freguês fiel

O técnico de celulares Michael Oliveira se auto intitula como “cliente número um” do Gilson Lanches. O morador do bairro do Jurunas toda noite gosta de “bater ponto” no carrinho de lanche e escolher uma opção diferente para se deliciar. Ele afirmou que frequenta o lugar desde que é criança e mantém a tradição por causa do sabor do hambúrguer.  

“Além de ser muito gostoso e eu adorar o lanche daqui, é algo que sai em conta para o bolso. Fazer supermercado está saindo muito caro, e o lanche é mais barato. Por isso, eu prefiro vim aqui e comer um cachorro-quente. Não dá mais para fazer almoço e jantar todos os dias. A opção é escolher algo mais barato”, disse Michel.  

Belém
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS EM BELÉM

MAIS LIDAS EM BELÉM