Avião monomotor cai em guarita de residencial no bairro do Bengui, em Belém

Copiloto da aeronave de pequeno porte morreu na queda. Piloto foi socorrido e levado para hospital.

Dilson Pimentel e Redação Integrada

Um avião monomotor caiu por volta das 11h30 no bairro do Bengui, em Belém, matando copiloto e deixando duas pessoas feridas. Na queda, a aeronave de prefixo PT-JIC destruiu o telhado de pelo menos duas casa.

Corpo de Bombeiros Militar e Centro de Perícias Científicas Renato Chaves foram acionados e chegaram ao local rapidamente. Pouco antes, moradores da área prestaram socorro às vítimas do acidente aéreo.

Ouça o relato de um trabalhador que testemunhou a queda do avião:

Moradores tentaram socorrer vítimas enquanto Corpo de Bombeiros Militar e Serviço de Atendimento Móvel de Urgência estava a caminho do local do acidente (Igor Mota)

Leia mais:


Os tripulantes foram identificadas como Bruno Alencar Wachekoswski, 22, piloto que sobreviveu, mas foi encaminhado em estado grave ao Hospital Metropolitando de Urgência e Emergência (HMUE), em Ananindeua, e Lucas Ernesto dos Santos, 24, copiloto da aeronave que não sobreviveu ao choque e moreu na hora.

O vigilante que estava dentro da guarita no momento do acidente sofreu apenas escoriações. Alguns trabalhadores que estavam próximos do local do acidente também foram atingidos por destroços do imóvel.

Segundo informações, a aeronave tinha capacidade para cinco pessoas e, possivelmente, a pane foi causada por falta de combustível.

 

Vítimas ficaram presas nas ferragens

Lucas Ernesto dos Santos, 24, copiloto da aeronave, não sobreviveu ao acidente (Igor Mota / O Liberal)

Segundo nota publicada pelo Corpo de Bombeiros na primeira hora após o acidente, o monomotor caiu em cima de um imóvel que sedia uma empresa, localizada na Rua Ferreira Filho, em frente ao Condomínio Aracema, próximo a Delegacia do Bengui. O perímetro da queda forçada fica entre Benfica e São Miguel.

Além dos tripulantes do avião, a terceira vítima, o vigilante atingido na guarita da empresa, sofreu apenas escoriações.

Com o choque, as vítimas da aeronave ficaram presas nas ferragens, incluindo a vítima fatal, onde foi necessário o uso de um cortador hidráulico para abrir a aeronave. Apesar da queda, não havia sinais de fogo ou risco de explosão após o desatre.

Belém
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!