Eleições 2022: prazo para mesários justificarem ausência no 2º turno termina nesta terça-feira (29)

Quem não justificar a falta pagará multa de 50% a um salário mínimo

O Liberal
fonte

O prazo de 30 dias para que mesários apresentem justificativa por não comparecerem aos trabalhos no segundo turno das Eleições Gerais de 2022 se encerra nesta terça-feira (29). A data-limite está prevista no artigo 124 do Código Eleitoral e pode ser consultada no calendário eleitoral de 2022.

As justificativas podem ser entregues nos cartórios eleitorais, e o requerimento deve ser destinado ao juiz da zona eleitoral à qual o mesário faltoso está vinculado, com a comprovação do fato alegado.

VEJA MAIS

image Eleitores de Viseu, no Pará, retornam às urnas em 2023 para escolher prefeito e vice; entenda
Atualmente, o município é governado pelo presidente da Câmara, Avelino Aventina Siqueira (PL), que assumiu o Executivo interinamente

image PEC da Transição de R$ 175 bilhões é protocolada no Senado, afirma Marcelo Castro
Texto quer manter fora do teto por quatro anos os gastos com o Bolsa Família

Punição prevê suspensão a funcionário público

Quem não apresentar a justificativa pagará multa de 50% a um salário mínimo. Se o mesário faltoso for servidor público ou autárquico, a pena será de suspensão de até 15 dias. As sanções serão aplicadas em dobro se a mesa receptora tiver deixado de funcionar por culpa dos ausentes ou dos que abandonaram o trabalho.

Os mais de 1,8 milhão de mesários que trabalharam nas Eleições 2022 passaram por treinamento da Justiça Eleitoral (JE) por meio do aplicativo Mésario.

O mesário é o representante da Justiça Eleitoral na seção de votação, cabendo a ele receber e identificar os eleitores, compor as mesas de votos e justificativas, bem como fiscalizar e desempenhar tarefas logísticas e de organização da seção para a qual foi designado.

A legislação prevê dois dias de folga para cada dia trabalhado pelos mesários nas eleições. Aqueles que prestaram esse serviço serão dispensados do serviço (público ou privado) mediante declaração expedida pelo juiz eleitoral, sem prejuízo do salário, vencimento ou qualquer vantagem.

Política
.
Ícone cancelar

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

RELACIONADAS EM POLÍTICA

MAIS LIDAS EM POLÍTICA