Pará não tem mais interdições totais em rodovias, segundo a PRF

Estado tem 4 pontos com bloqueios parciais, todos na BR-163

Valéria Nascimento

De acordo com o último boletim da Polícia Rodoviária Federal, divulgado às 19h45, desta quinta-feira (3), o Pará tem quatro locais com tráfego de veículos parcialmente impedido. Todos os quatro estão localizados em trechos da BR-163, a rodovia federal que corta o oeste do estado.

Pela manhã, desta quinta-feira, a PRF informou que havia seis locais com bloqueios, todos localizados na mesma BR-163, e sob monitoramento. Do cenário anterior, a PRF conseguiu liberar dois trechos na altura do município de Itaituba, no sudoeste do estado.

VEJA MAIS 

Pará e Santa Catarina são os estados com mais interdições nas estradas, diz PRF
Em todo o País, há 267 pontos de interdição ativos no final da manhã desta terça-feira (1), segundo

PM age para dispersar manifestantes na Almirante Barroso
As negociações com os manifestantes encerraram após um pequeno grupo resistir em liberar a via

PRF afirma que 834 manifestações em rodovias federais foram desfeitas; há 10 interdições no Pará
Onze estados brasileiros ainda têm trechos com manifestações e bloqueios de rodovias federais

Segundo, ainda, a PRF, os quatro trechos que seguem com bloqueios parciais têm atenção do órgão de trânsito federal. 

Confiraos trechos com bloqueios parciais:

 

BR-163:

km 110, Cachoeira da Serra 

km 159, Castelo dos Sonhos

km 312, Novo Progresso

km 774, Rurópolis 

A BR-163 é uma rodovia federal com extensão de 3.579 km, que integra a região Norte ao Sul e  ao Centro-Oeste brasileiros. O trecho principal da BR-163 liga as cidades de Tenente Portela, no Rio Grande do Sul, a Santarém, no oeste do Pará. A rodovia tem ainda um trecho complementar entre os municípios paraenses de Oriximiná e Óbidos, no Baixo Amazonas. Ela é considerada uma das principais rodovias do interior do Brasil juntamente com a BR-158 e BR-364.

Política
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

RELACIONADAS EM POLÍTICA

MAIS LIDAS EM POLÍTICA