Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Em rede social, Ricardo Salles aponta ministra Damares como candidata ao Senado no Pará

O ex-ministro compartilhou uma publicação que cita supostos nomes de confiança do presidente Jair Bolsonaro para concorrer ao Senado. Pelo Pará, a escolhida seria a ministra Damares Alves

O Liberal

O ex-ministro do meio ambiente, Ricardo Salles, exonerado em junho deste ano, compartilhou em seu perfil do Instagram um post feito por uma apoiadora do presidente Jair Bolsonaro que cita prováveis nomes de confiança do atual chefe do Executivo Federal para concorrer ao Senado em 2022. Na lista, além do próprio Salles, como eventual candidato por São Paulo, tem o nome da ministra Damares Alves, como candidata pelo Pará.

Essa não é a primeira vez a ministra é apontada como candidata nas próximas eleições – além de Senadora pelo Pará, já foram divulgadas informações de que ela poderia concorrer a algum cargo eletivo por Sergipe ou Tocantins.

Post compatilhado por Salles aponta Damares como nome de confiança do presidente para concorrer ao Senado pelo Pará (Reprodução / Instagram)

No entanto, em entrevista concedida ao Grupo Liberal e publicada no dia 22 de agosto, ela negou qualquer pretensão política. “Eu não tenho nenhum interesse em ser candidata a nada. Isso não está no meu coração. É uma questão pessoal. As pessoas quando falam “ah, mas você tem que ser”. Tem não, a mulher pode decidir se ela quer ou não. Não tem nenhuma pressão política para ser candidata e se tivesse eu ia dizer não. Porque eu acho que eu não nasci para o parlamento. Hoje, eu te garanto com certeza, não sou candidata a nada, a não ser cuidar do meu povo do Marajó”, afirmou.

Veja mais: 

Damares: quem sabe depois eu vá morar no Marajó Ministra da Mulher concede entrevista em que fala da sua relação com o arquipélago, políticas públicas e da luta pela causa feminina

Ministra Damares circula por Soure em carroça puxada por búfalos Titular do Ministério Mulher, da Família e dos Direitos Humanos está no Pará para apresentar ações do programa Abrace o Marajó

“Quem sabe terminando essa minha gestão aqui, agora, eu não vá morar no Marajó, não vá trabalhar diretamente, fazer o que eu sei fazer: cuidar de criança. Eu queria muito voltar para a minha vida. Eu tinha uma vida extraordinária e hoje com esse cargo aqui a gente perde privacidade, a gente perde muita coisa. Mas eu estou cumprindo missão e missão dada é missão cumprida. Não vou entregar antes de cumprir essa missão; vou até o fim, mas, depois de cumprida essa minha missão, quem sabe eu não vá trabalhar numa dessas instituições que estão lá no Marajó cuidando de criança. Quem sabe eu não vá trabalhar numa igreja que está cuidando de criança. Quem sabe eu não vá fazer o que eu quero, ver a vida dessas crianças bem melhor.  Ah, estão dizendo que eu vou ser senadora no Pará. Semana passada, saiu uma matéria que eu seria candidata a governadora em Sergipe, depois, candidata a senadora no Tocantins, senadora do DF, vice-governadora em São Paulo, agora eu sou senadora no Pará, mas já fui deputada federal também no Sergipe. Então, toda hora falam uma coisa, mas eu garanto a vocês que não sou candidata a nada”, completou a ministra. 

Após a publicação do ex-ministro Ricardo Salles,  assessoria de imprensa da ministra Damares Alves respondeu que o posicionamento dela não mudou e que ela não tem interesse nenhum em se candidar para as próximas eleições. 

 

Política
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

RELACIONADAS EM POLÍTICA

MAIS LIDAS EM POLÍTICA