Atos terroristas: PGR já tem 40 denúncias sobre envolvidos, diz Aras em reunião com Lira

Lista deve ser ampliada a partir de novas informações da Câmara, afirma procurador-geral

Emilly Melo
fonte

O Ministério Público Federal (MPF) possui 40 denúncias prontas contra os envolvidos nos atos terroristas ocorridos em Brasília (DF), no domingo (8), conforme afirmou o procurador-geral da República (PGR), Augusto Aras, nesta segunda-feira (16). Com informações do G1.

VEJA MAIS

image Senado calcula prejuízo de R$ 4 milhões, mas adianta que danos a obras de arte são incalculáveis
Presidente da Casa, Rodrigo Pacheco garante que ‘criminosos vão pagar’ pelo prejuízo

image Paraense preso com arsenal no DF pesquisou sobre dinamite na Shopee
Sem sucesso na busca digital, o homem acabou comprando cinco bananas de dinamite por R$ 600 de um contrabandista no Pará

image Imagens inéditas das câmeras de segurança do Planalto mostram ataques em Brasília
O vídeo foi obtido com exclusividade pelo programa Fantástico, da TV Globo

Ainda segundo Aras, o número foi informado ao presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP-AL), durante encontro nesta manhã na Procuradoria Geral da República. Lira entregou uma notícia-crime com informações sobre o vandalismo ocorrido no prédio da Câmara.

“Hoje já temos 40 denúncias prontas. E associaremos até sexta-feira as novas denúncias que poderão ser acompanhadas de medidas cautelares para essas pessoas que foram presas depredado e invadindo a Câmara Federal, ou se não houver elementos para a denúncia, providenciaremos os inquéritos”, afirmou Aras.

Lira colocou a advocacia da Câmara à disposição para ajudar a instruir o processo contra os invasores e destacou o “risco que o Brasil correu” durante o episódio.

“Muito mais do que a depredação do patrimônio público, um atentado às instituições, o risco que o Brasil correu”, afirmou. “Estamos à disposição do MP para que todas as necessidades de documentação que seja preciso para instruir esse processo e a Câmara possa dispor de tudo o que ela puder”, acrescentou Lira.

Notícia-crime

A notícia-crime inclui informações sobre a invasão e depredação do prédio da Câmara dos Deputados por vândalos. A representação entregue por Lira será analisada por um grupo criado pela PGR para apurar os crimes cometidos no episódio. A procuradoria pode propor a abertura de ações penais contra os envolvidos nos atos de terror ainda nesta semana.

Na sexta (13), o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (PSD-MG), também entregou a Aras uma representação com informações sobre terroristas que invadiram o Senado no domingo (8).

(*Emilly Melo, estagiária, sob supervisão de Hamilton Braga, coordenador do Núcleo de Política)

Política
.
Ícone cancelar

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

RELACIONADAS EM POLÍTICA

MAIS LIDAS EM POLÍTICA