Alckmin anuncia nesta quarta-feira novos integrantes de grupos da transição

A equipe de transição de Lula foi dividida em 31 áreas temáticas

Luciana Carvalho

O coordenador da transição do novo governo e vice-presidente eleito Geraldo Alckmin chegou há pouco ao Centro Cultural do Banco do Brasil (CCBB), em Brasília. No final da manhã, Alckmin anunciará novos nomes dos grupos temáticos da transição. As informações são do G1 Nacional.

Ainda nesta quarta-feira, as equipes receberão relatórios do Tribunal de Contas da União (TCU) sobre o atual governo.

A equipe de transição está prevista em lei e serve para que seus membros tenham acesso a documentos e informações. As conversas serão feitas com quem compõe atualmente o governo Bolsonaro. Elas vão ajudar o novo governo a saber o que encontrará no ano que vem para preparar os primeiros atos de Lula após a posse, em janeiro do próximo ano.

VEJA MAIS

Alckmin anuncia novos nomes para a equipe de transição do governo Lula
Entre os nomes apresentados estão o do ex-jogador de futebol Raí e o de uma das herdeira do Itaú, Maria Alice Setubal

Transição: PEC tratará apenas de recursos do Bolsa Família, diz Gleisi Hoffmann
Relatório final do grupo deve ser entregue em 10 de dezembro

Geraldo Alckmin anuncia nomes para a equipe de transição do governo Bolsonaro para o de Lula; vídeo
Transição deve ser conduzida por uma equipe de até 50 pessoas. Lula vai assumir a presidência do Brasil no dia 1º de janeiro de 2023

A equipe de transição de Lula foi dividida em 31 áreas temáticas. O presidente eleito tem o direito de nomear 50 cargos remunerados para a transição e de contar com trabalho de voluntários.

Alguns dos grupos técnicos já tiveram sua composição publicada no Diário Oficial da União. Também integra o gabinete de transição os grupos de coordenação Executiva, Articulação Política, Grupos Técnicos e Organização da Posse e mais um Conselho Político.

(Luciana Carvalho, estagiária da Redação sob supervisão de Keila Ferreira, Coordenadora do Núcleo de Política).

Política
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

RELACIONADAS EM POLÍTICA

MAIS LIDAS EM POLÍTICA