Suspeitos de mandar matar sindicalista são presos em Rio Maria

Crime aconteceu na terça-feira passada

Redação Integrada

Dois suspeitos de serem mandantes da morte do presidente do Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Rio Maria, Carlos Cabral Pereira, foram presos na manhã deste domingo (16). A vítima foi assassinada a tiros na terça-feira passada (11), na zona rural do município de Rio Maria, no sudeste paraense. 

O sindicalista retornava para sua casa em uma motocicleta quando foi abordado por dois homens. Os executores chegaram ao local também uma motocicleta e executaram a vítima, de acordo com informações da Polícia Civil. Carlos Cabral ainda chegou a ser socorrido e levado para o  Hospital Municipal de Rio Maria, mas não resistiu aos ferimentos e morreu momentos depois.
 
Durante as prisões, foram cumpridos sete mandados de apreensão domiciliar.  Armas de fogo e munições também foram apreendidas. Os outros envolvidos no crime ainda estão sendo procurados pela polícia. Segundo a PC, o sindicalista já vinha sofrendo ameaças de morte. Equipes da Delegacia de Rio Maria e da Delegacia de Conflitos Agrários de Redenção iniciaram buscas para tentar prender os demais responsáveis pelo crime.
 

Polícia
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!