Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Suspeitos de envolvimento com assassinado de PM são mortos

Em ação da Polícia Militar do estado da Bahia, quatro homens foram baleados; dois morreram

Gabriel Mansur

Nesta segunda-feira (9), quatro homens suspeitos de envolvimento com o assassinato de um polícial militar no fim de semana, em Salvador, na Bahia, foram baleados, em confronto com a Policia Militar da Bahia. Dois homens morreram no local e os outros dois baleados estão sob custódia em unidade médica. 

VEJA MAIS

'Bebê' morre em troca de tiros com a polícia de Igarapé-Miri O suspeito ainda chegou a ser socorrido, mas não resistiu e morreu

Dupla tenta assaltar policial militar e acaba baleada O caso aconteceu no município de Santarém; os assaltantes foram encaminhados para o Pronto socorro

Vídeo mostra policial federal atirando em clientes após discussão em posto de gasolina; veja Uma pessoa morreu e três ficaram feridas após o tiroteio. Defesa alega que autor dos disparos teve um surto psicótico

As forças policiais realizam operações na região de Águas Claras, Cajazeiras e Fazenda Grande desde a madrugada desta segunda-feira (9). Os baleados são suspeitos do homicídio do soldado Alexandre Menezes, assassinado enquanto trabalhava no último sábado (7). Além dele, outros dois policiais foram assassinados em Salvador neste fim de semana, quando retornavam do velório de Alexandre. 

O coronel Paulo Coutinho, comandante-geral da Polícia Militar da Bahia, afirmou que os quatro baleados na ação possuem relação com a morte do policial assassinado no sábado, e além disso, informou que outros envolvidos no crime estão sendo procurados e devem ser presos ainda nesta segunda. 

“Todo o efetivo da Polícia Militar está envolvido nesta operação, por determinação nossa [Comando Geral da PM] e do governador do estado, para que a gente mostre de forma bem clara que eles atentaram contra o Estado da Bahia, e nós não vamos permitir que isso aconteça”, disse Paulo Coutinho.

Polícia
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

RELACIONADAS EM POLÍCIA

MAIS LIDAS EM POLÍCIA