logo jornal amazonia

Suspeito de vender pornografia infantojuvenil na internet é preso pela PF em Belém

A ação ocorreu na manhã desta terça-feira (28/05) durante a operação ‘Vendas Online’

O Liberal
fonte

Um homem, que não terá a identidade revelada, foi preso suspeito de comercializar na internet conteúdo pornográfico infantojuvenil. A ação para capturar o investigado ocorreu na manhã desta terça-feira (28/05), em Belém, durante o cumprimento de um mandado de busca e apreensão no âmbito da operação ‘Vendas Online’, da Polícia Federal

Segundo a PF, os agentes chegaram até o suspeito após uma ampla investigação. Durante a diligência, o investigado foi flagrado com arquivos ilícitos e recebeu voz de prisão. Conforme o apurado pelos agentes, o alvo criava grupos em aplicativos de mensagem e oferecia para venda ‘packs’ contendo pornografia infantojuvenil, além de filmes e séries diversos.

No cumprimento do mandado de busca e apreensão, expedido pela 3ª Vara Federal Criminal, os policiais encontraram no aparelho celular do investigado os arquivos ilícitos que eram vendidos. O item foi apreendido e passará por perícia técnica para extração dos dados. O investigado responderá por esses crimes, previstos no Estatuto da Criança e do Adolescente, além de outros crimes que venham a ser descobertos no decurso das investigações.

A operação foi denominada ‘Vendas Online’ em referência ao combate realizado pela Delegacia de Repressão a Crimes Cibernéticos da Policia Federal contra crimes de armazenamento, compartilhamento e venda de imagens e vídeos relacionados ao abuso sexual infantojuvenil através de plataformas digitais na internet.

Alerta

Os agentes da Polícia Federal ainda alertam pais e responsáveis sobre a importância de monitorar e orientar os filhos no mundo virtual e físico, protegendo-os dos riscos de abusos sexuais. A prevenção é fundamental para garantir a segurança e o bem-estar das crianças e adolescentes.

 

Entre no nosso grupo de notícias no WhatsApp e Telegram 📱
Polícia
.
Ícone cancelar

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

RELACIONADAS EM POLÍCIA

MAIS LIDAS EM POLÍCIA