Proprietárias de bar que ganhavam dinheiro com prostituição alheia são presas em Vitória do Xingu

Estabelecimento fica localizado próximo a usina de Belo Monte

Redação Integrada

Duas mulheres foram presas na última terça-feira (03), em Vitória do Xingu, pela prátia de Rufianismo (modalidade que objetiva o lucro através da exploração de prostituição alheia). A Polícia Civil afirma que recebeu denúncias que levaram até as acusadas, identificadas como Maria Aparecida Alves dos Santos e Maria Idalina Modesto de Paiva, proprietárias do local.

O estabelecimento, tipo bar, está situado às margens da BR-230, próximo a usina de Belo Monte. Quando a polícia chegou ao local, confirmou a prática do crime e prendeu as proprietárias, que foram conduzidas à delegacia do município e autuadas em flagrante.

Bar fica nas proximidades da Usina de Belo Monte (Ascom Polícia Civil)

Uma das mulheres que fazia serviço no bar confirmou que parte do valor recebido era repassado às proprietárias.

O local foi fechado pela polícia e as acusadas estão à disposição da justiça.

Polícia
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

MAIS LIDAS EM POLÍCIA