#if(!$m.request.preview.inPreviewMode)
CONTINUE EM OLIBERAL.COM
X
#end
logo jornal amazonia

Polícia investiga suposto esquema de corrupção na Câmara de Abaetetuba; vereador se defende

Segundo a Polícia Civil, uma pessoa foi presa sob suspeita de envolvimento nos supostos crimes

O Liberal
fonte

Uma pessoa foi presa nesta terça-feira (23) sob suspeita de envolvimento em um suposto esquema de corrupção na Câmara de Vereadores de Abaetetuba, nordeste paraense. Um vereador também foi alvo de investigação e usou as redes sociais para se defender. Os trabalhos foram coordenados pela Polícia Civil, por meio da Diretoria de​ Combate à Corrupção (Decor), durante a operação Miriti, que deu cumprimento a dez mandados de busca e apreensão na Casa Legislativa.

De acordo com informações da PC, “a ação investiga um vereador e assessores por um esquema de corrupção envolvendo mais de 1 milhão de reais em licitações irregulares ocorridas em 2019”. “Documentos e equipamentos eletrônicos foram apreendidos, e um suspeito foi preso. A investigação foi motivada por relatórios do Tribunal de Contas dos Municípios (TCM) que indicavam irregularidades”, comunicou a polícia, que não detalhou o conteúdo desses documentos.

Operação Miriti em Abaetetuba

‘Não temos nada a esconder’, diz vereador investigado

Logo após a ação policial, o vereador investigado se manifestou nas redes sociais para “tranquilizar” seus seguidores. “A Polícia Civil esteve na minha casa, mas quero dizer uma coisa bem clara a vocês: nós não temos nada a esconder. A gente sabe que o sistema tenta difamar a imagem das pessoas. Nós fazemos um trabalho que poucos têm a coragem de fazer”, declarou.

“Aquele que trabalha com Deus não pode ficar com medo do que vai acontecer. Nós continuamos no mandato. Se encontrarmos alguma coisa errada, denunciamos, sim”, completou o vereador Reginaldo Rodrigues Mota, conhecido como “Regi Motta”.

A reportagem do Grupo Liberal fez contato com a Câmara de Vereadores de Abaetetuba, por meio de sua assessoria de imprensa, em busca de mais detalhes sobre a operação, mas não obteve retorno até a publicação desta matéria.

Entre no nosso grupo de notícias no WhatsApp e Telegram 📱
Polícia
.
Ícone cancelar

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

RELACIONADAS EM POLÍCIA

MAIS LIDAS EM POLÍCIA