Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Polícia Civil flagra furto de energia em casa de luxo em Belém

Proprietária foi conduzida à Divisão de Investigações e Operações Especiais (Dioe) para prestar esclarecimentos

O Liberal

A Polícia Civil autuou em flagrante, na manhã desta quarta-feira (2), a proprietária de uma casa de luxo, em condomínio fechado, localizado na Região Metropolitana de Belém. Acusada do crime de furto de energia elétrica, os agentes a encaminharam à Divisão de Investigações Operações Especiais (Dioe).

A ação foi comandada pelo delegado Adalberto Cardoso, da Dioe, em parceria com a Equatorial Energia Pará. Segundo as investigações, o desvio de energia na casa ocorria há cerca de oito meses. Em nota, a Equatorial Pará informou que ligações clandestinas de energia elétrica, além de serem crime previsto no artigo 155 do Código Penal Brasileiro, podem gerar diversos prejuízos à sociedade como interrupção no fornecimento e oscilações no nível de tensão, além de causar acidentes graves e fatais como curtos-circuitos e morte por eletrocussão.

A Equatorial Pará acrescentou que possui tecnologia de ponta que detecta quando há ligações clandestinas e em parceria com a Policia Civil realiza ações de combate ao furto de energia em todo o Estado.

Como denunciar

A distribuidora de energia tem um plano de combate às perdas energéticas e para isso mobiliza equipes exclusivas para este tipo de ação, que fazem fiscalização em todo o estado. Além disso, o trabalho também é realizado com base em denúncias da população, que podem ser feitas por meio dos canais de atendimento, como aplicativo, site e Central de Atendimento por meio do número 0800 091 0196.

Polícia
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

RELACIONADAS EM POLÍCIA

MAIS LIDAS EM POLÍCIA