Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

PF cumpre mandados de busca e apreensão contra alvo investigado por desmatamento, em Novo Progresso

Investigações apontam que uma só pessoa teria a posse de cinco fazendas no Pará, responsáveis pela desvastação de cerca de 2.000 hectares de mata nativa

O Liberal

A Polícia Federal deflagrou, na manhã desta quarta-feira (6), a operação Alerta Amazônia III, para investigar crimes de desmatamento ilegal. Mandados de busca e apreensão foram cumpridos no município de Novo Progresso, sudoeste do Pará.

Segundo as investigações, uma só pessoa teria a posse de cinco fazendas no Estado, e seria responsável pela devastação de cerca de 2.000 hectares de mata nativa, retirando ilegalmente a madeira para posterior revenda.

O desmate de 1.500 hectares na área de uma só fazenda teria gerado, de acordo com a PF, um dano ambiental cujo valor seria o equivalente a R$ 46 milhões, e o valor calculado para se realizar a reparação da área degradada seria de R$ 20 milhões.

O crime investigado no inquérito policial é o de desmatamento ilegal, previsto no  no artigo 50-A da Lei 9.605/98, cuja pena varia entre dois e quatro anos de prisão.

A operação Alerta Amazônia III foi realizada dentro do contexto da operação Guardiões do Bioma, coordenada pelo Secretaria de Operações Integradas do Ministério da Justiça e Segurança Pública.

O nome da operação remonta à continuação das operações anteriormente deflagradas pela PF com o objetivo de reprimir crimes ambientais na Floresta Amazônica.

Palavras-chave

Polícia
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

RELACIONADAS EM POLÍCIA

MAIS LIDAS EM POLÍCIA