Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

'Orelha' faz refém filho de cinco meses para escapar da prisão no Pará

Ele é acusado de tráfico de drogas, roubo, homicídio qualificado, posse ilegal de arma de fogo e de violência doméstica contra mulher

O Liberal

Elton Sousa Freitas, mais conhecido como o "Orelha", foi preso em flagrante na manhã desta quarta-feira (15), no distrito de Apeú, em Castanhal, município do nordeste do estado. Foragido da Justiça, ele foi capturado portando um revólver e munição. Indignado com a ação dos policiais, "Orelha" ainda fez o próprio filho de cinco meses como refém para tentar escapar da prisão. Entretanto, o indiciado foi detido pela Polícia Civil.

Segundo detalhou a PC, a criança só foi liberada após cerca de 10 minutos de negociação. Na ocasião, a polícia descobriu que o acusado vinha perseguindo e ameaçando a mãe da criança.

Conforme os autos, Elton estava foragido do sistema penal desde o ano de 2015. Ele responde pelos crimes de tráfico de drogas, roubo, homicídio qualificado, posse ilegal de arma de fogo, receptação e perseguição majorada em contexto de violência doméstica contra mulher.

A polícia também o acusa de envolvimento em diversos roubos e homicídios ocorridos em Castanhal e outros municípios paraenses. 

À frente da ação estiveram agentes da Diretoria de Polícia do Interior, cumprindo mandados de prisão preventiva e recaptura, expedidos pela 2ª Vara Criminal de Castanhal e pela Vara de Execuções Penais de Belém.

A Polícia Civil informou que no ato da prisão, Elton tinha um revólver calibre 38, da marca Taurus, e 55 munições do mesmo calibre da arma. A PC também encontrou tabletes grandes e pequenos de maconha e um carro GOL, ano 2018/2019, de cor prata, com os sinais identificadores adulterados.

Polícia
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

RELACIONADAS EM POLÍCIA

MAIS LIDAS EM POLÍCIA