Mulher é presa após torturar o filho com uma panela quente

O garoto de seis anos tinha os dedos das mãos queimados como forma de castigo

Dilson Pimentel

Policiais civis de Oriximiná prenderam Maria Angelina Ferreira Mendes. Ela é acusada de torturar o filho, de apenas seis anos, apertando as mãos do garotinho em uma panela quente. O crime ocorreu no sábado (8), na rua Padre José Nicolino, naquele município, localizado no Baixo Amazonas.

Ao tomar conhecimento de que uma criança estaria sofrendo maus-tratos por parte de sua mãe, o investigador Vilaça, acompanhado do Conselho Tutelar, foi averiguar a veracidade da denúncia. No local, eles encontraram a criança. Ela estava sozinha, deitada em um colchão no chão da casa, e com as duas mãos queimadas.

A criança contou que, para castigá-la, a mãe apertou suas mãos em uma panela quente, o que causou queimaduras graves. A mãe da criança não estava em casa. Foram feitas, então, diligências para localizá-la. Minutos depois, eles a encontraram e a prenderam.

Ainda segundo a Polícia Civil, ela irá responder pelo crime de tortura. A criança foi encaminhada ao hospital. E, em virtude da gravidade das queimaduras e por orientação médica, ficou internada.

Polícia
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!