Jovem é assassinado a tiros na Marambaia

O crime aconteceu na rua do canal Água Cristal

Redação Integrada

O jovem Geovane Souza Reis, de 23 anos, foi assassinado com três tiros, na tarde deste sábado (21), por volta das 14h30, na rua do canal Água Cristal, entre avenida Tavares Bastos e avenida Rodolfo Chermont, no bairro da Marambaia, em Belém. De acordo com a Polícia Militar, que esteve no local, ele foi perseguido por dois indivíduos não identificados em uma motocicleta. Após os disparos, ele morreu na hora.

Ainda segundo a PM, testemunhas que moram próximo do canal relataram que a vítima estava voltando do trabalho de bicicleta quando a dupla criminosa apareceu montada em uma motocicleta pop preta apareceu. Ao todo, foram cinco disparos, sendo que três acertaram Geovane. Um deles atingiu o rosto da vítima. 

"Vizinhos contaram que ele estava vindo da Rodolfo Chermont, e tinha essa pop preta com duas pessoas. Fizeram o primeiro disparo, não acertaram. Fizeram um segundo disparo, quando ele largou a bicicleta e veio na contramão. A moto deu meia volta, continuou a perseguição e ele tropeçou e caiu. Aí deram três tiros e ele veio a óbito", relatou a capitã Geysa Corrêa, da PM. 

"Ele morava aqui no bairro mesmo e trabalhava em uma loja de autopeças de bicicletas, segundo vizinhos e familiares. Esse era o percurso de ida e volta dele todos os dias. Relataram que ele estava saindo do trabalho e indo para uma bola com amigos", acrescentou a PM.

Ainda de acordo com a capitã, o Centro Integrado de Operações (Ciop) informou que Geovane não tinha passagem pela polícia. "Tinha ficha limpa. Família e amigos disseram que ele não tinha amizades erradas nem tinha relação com roubo nem tráfico. Pode ser que os criminosos tenham até se confundido", detalhou.

Polícia
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

MAIS LIDAS EM POLÍCIA