Idoso é vítima de latrocínio na Cabanagem

Levy Vieira da Silva, de 66 anos, chegou em casa e se deparou com um homem tentando furtar sua televisão. Ele gritou, foi golpeado com cinco facadas e morreu no local

João Paulo Jussara

Um idoso de 66 anos, identificado como Levy Vieira da Silva, foi assassinado a facadas dentro de sua residência no início da noite desta sexta-feira (14), na rua Cristina Cardoso, no bairro da Cabanagem, em Belém. Após cometer o crime, o suspeito, Cristiano Santos Fonseca, de 33 anos, foi preso e levado para a Delegacia da Cabanagem, onde a população tentou invadir para linchá-lo.

De acordo com o Instituto Médico Legal (IML), o idoso foi vítima de latrocínio. Ele teria saído de casa, e quando voltou, por volta das 18h, se deparou com Cristiano tentando furtar sua televisão. A vítima ainda chegou a gritar, mas foi golpeada com cinco facadas, quatro na região torácica, e uma de defesa, no dorso da mão esquerda.

Moradores da vizinhança informaram que Cristiano era vizinho de Levy, e morava em uma kitnet ao lado da residência da vítima. O perito do IML, João Nazareno Melo, disse que a informação pode ser verdadeira. "Provavelmente, porque os policiais nos informaram que o imóvel estava fechado no momento em que houve o crime. A vítima saiu e deixou o imóvel fechado, ou seja, pode ser uma pessoa conhecida dela", disse.

Uma moradora que não quis se identificar afirmou que Cristiano era conhecido da vizinhança por ser envolvido com drogas, e que provavelmente ele estava roubando a casa da vítima para sustentar seu vício. Após cometer o crime, Cristiano tentou sair do local levando a televisão de Levy, mas moradores perceberam a movimentação e o impediram. Ele foi levado à Delegacia da Cabanagem, e após um tumulto que se formou no local, foi transferido para a Seccional da Marambaia, onde permanece detido.

 

Polícia
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

MAIS LIDAS EM POLÍCIA