Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Homem é baleado, tenta fugir e é golpeado com machado em Curionópolis

Carlos Alexandre Trezena da Silva, de 35 anos, foi atingido no crânio, tórax e perna direita

Com informações do portal Correio de Carajás

As circunstâncias da morte de Carlos Alexandre Trezena da Silva, de 35 anos, ainda são um mistério para a Polícia Civil de Curionópolis, no sudeste do Pará. Ele foi morto de forma violenta na noite da última quinta-feira (4), com tiros que atingiram o crânio e o tórax e também golpes de machado na perna e pés. O corpo foi encontrado sob uma caminhonete na avenida Goiás, bairro da Paz.

Segundo testemunhas, Carlos bebia na companhia da mulher no momento em que tudo ocorreu. Mas não há maiores detalhes sobre como o crime teria acontecido. A polícia foi acionada pouco depois das 23 horas, após os vizinhos terem ouvido ruídos estranhos vindos da residência do casal.

Ao chegar no local, a polícia encontrou o corpo de Carlos embaixo da carroceria de uma caminhonete. A suspeita é que depois de ter sido baleado, ele teria se escondido sob o veículo, provavelmente na tentativa de se salvar, e que, neste momento, tenha recebido os golpes de machado na perna, única parte do corpo que estava exposta.

A PM identificou uma perfuração na parede da lavanderia, onde foi localizado um projétil. Já o machado foi encontrado na carroceria da caminhonete, com a lâmina ainda manchada de sangue. A vítima apresentava ferimentos por arma de fogo na cabeça e no tórax.

"A Polícia Civil continua a investigação, junto com a PM, para tentarmos chegar à autoria desse crime. Após o ocorrido, a companheira dele estava sem condições de prestar depoimento e precisou ser medicada, mas, a equipe a está acompanhando para que ela venha até a delegacia ainda nesta sexta-feira", informou o delegado José Aquino.

Polícia
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

RELACIONADAS EM POLÍCIA

MAIS LIDAS EM POLÍCIA