logo jornal amazonia

Foragida da justiça por tentativa de homicídio é presa em Marituba

O crime ocorreu em 2015, no bairro da Condor, em Belém

O Liberal

Policiais civis da 18ª Seccional Urbana de Marituba cumpriram um mandado de prisão preventiva, no último sábado (15), contra Eva Camila Alfaia da Silva, de 27 anos, pelo crime de tentativa de homicídio, ocorrido em setembro de 2015, no bairro da Condor, em Belém. Inicialmente, a jovem havia sido detida pelos crimes de injúria e ameaças praticadas contra os vizinhos dela. Na unidade policial, descobriu-se um mandado de prisão em aberto contra a acusada, motivo pelo qual ela recebeu voz de prisão e, após os procedimentos legais, foi encaminhada ao Sistema Penitenciário.

VEJA MAIS

Professor baleado na cabeça em Moju: Justiça decreta prisão preventiva do PM envolvido no caso
O militar Rogério Lima está foragido desde sexta-feira (14), quando a ocorrência foi registrada numa festa de aparelhagem

Incêndio na Serra das Andorinhas: MP acompanha investigação junto com a polícia
O promotor Erick Fernandes solicitou um ofício para a gerência do Ideflor-Bio para relatar as atividades e problemas registrados em toda situação

No dia da tentativa de homicídio, segundo a polícia, Eva atentou contra uma outra jovem atirando duas vezes nos pés da vítima. Após o crime, a acusada foi presa em flagrante. Na época, ela confessou ter sido a autora dos disparos. Eva detalhou que, dias antes do crime, estava andando de bicicleta, quando a vítima atravessou em sua frente, quase a atropelando. As duas discutiram e, segundo Eva, a vítima prometeu matá-la na primeira oportunidade.

Em seu depoimento à polícia, Eva contou ainda que a outra jovem pegou uma faca e, desde então, passou a persegui-la. Por este motivo, a acusada comprou um revólver calibre 38, no valor de R$ 800,00, e afirmou que a intenção era realmente matar a vítima, pois sabia que onde ambas se encontrassem a vítima da tentativa de homicídio a mataria.

Motorista é executado a tiros dentro do próprio carro por dupla em moto, em Parauapebas
Dois criminosos abordaram a vítima na noite de domingo (16) e realizaram os disparos que, na maioria, atingiram a cabeça do motorista

Soldado da Rotam morre em acidente de moto na madrugada desta segunda-feira, 17
Genivaldo Gomes da Cunha, de 31 anos, perdeu o controle da direção e sofreu o acidente. Segundo informações do 24º Batalhão da Polícia Militar, ele morreu no local

Armada, Eva passou a procurar pela vítima a encontrando às proximidades de sua casa distraída com o celular em mãos. Quando avistou a agressora, a outra jovem tentou se defender jogando uma cadeira na acusada, que revidou e efetuou os disparos. Em seguida, a autora dos tiros saiu correndo, sendo capturada horas após o crime.

Polícia
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

RELACIONADAS EM POLÍCIA

MAIS LIDAS EM POLÍCIA