Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Em pouco mais de uma semana, mais um assalto é registrado dentro do Parque do Utinga, em Belém

Desta vez, quatro bandidos armados com pedaços de pau roubaram três mulheres que estavam fazendo um ensaio fotográfico no local

João Paulo Jussara

Pouco mais de uma semana depois de duas mulheres terem sido assaltadas dentro do Parque Estadual do Utinga, bandidos fizeram mais três vítimas no local.  Na tarde desta sexta-feira (4), uma fotógrafa estava trabalhando no parque, junto com sua assistente e uma cliente, quando foram rendidas por quatro homens armados com pedaços de pau. Eles roubaram todos os equipamentos da fotógrafa, além dos celulares das vítimas, e depois entraram no mato e fugiram. Ninguém ficou ferido.

LEIA MAIS:
'Saíram de dentro do mato', relata frequentadora assaltada dentro do Parque do Utinga

A fotógrafa Marilinda Barros, 35, contou que o assalto aconteceu por volta das 16h30, em uma das trilhas do parque, conhecida como "Trilha da Mariana", que termina em um igarapé. Ela estava realizando um ensaio fotográfico, na companhia de sua assistente e da cliente, que está gestante. Enquanto elas se preparavam para entrar no igarapé e fazer as fotos, três homens apareceram.

"Quando a gente percebeu que eles estavam chegando do outro lado do igarapé, ficamos paradas do outro lado. Aí eles atravessaram o igarapé, passaram por nós e entraram na mata, e nós continuamos fazendo as fotos. De repente, eles voltaram da mata. Dessa vez eram quatro, tinha mais um. Eles anunciaram o assalto, a gente levantou as mãos, e eles levaram as nossas bolsas. Eles estavam com pedaços de tronco e também escondiam algo por baixo da blusa", relatou a vítima.

Em seguida, os quatro assaltantes voltaram para o outro lado do igarapé, jogaram as coisas das vítimas no chão, e levaram somente os objetos de valor. Depois, entraram novamente na mata e tomaram rumo desconhecido. No total, foram roubadas duas câmeras e cinco lentes profissionais, com valor superior a R$ 15 mil, além de três celulares. 

Muito assustadas, as três mulheres resolveram encontrar logo uma saída próxima, entraram no carro e foram embora do parque. Marilinda contou que vai registrar um Boletim de Ocorrência (BO) na manhã deste sábado (5), pois ainda está muito abalada.

Segundo assalto em oito dias

Este é o segundo assalto que ocorre no Parque Estadual do Utinga em um período de apenas oito dias. No último dia 27 de maio, a advogada Yanê Amoras Lima e sua amiga foram assaltadas por dois homens no local. Elas ainda chegaram a procurar os suspeitos pela mata, junto com policiais militares, mas eles não foram encontrados.

Yanê também contou que depois do relato que fez nas redes sociais, vários outros frequentadores apontaram que o local vem ficando arriscado. "Várias pessoas disseram que está aumentando o número de roubos no Utinga, principalmente em dia de semana, e bem cedo também aos finais de semana", disse a advogada.

Em nota, a Polícia Civil informou que não há registro sobre o caso desta sexta (4). "Sobre o crime do último dia 27 de maio, as investigações continuam", disse a PC. A reportagem também solicitou nota ao Instituto de Desenvolvimento Florestal e da Biodiversidade do Estado do Pará (Ideflor-bio), responsável pela gestão do espaço, mas até o momento ainda não obteve resposta.

Polícia
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

RELACIONADAS EM POLÍCIA

MAIS LIDAS EM POLÍCIA