Em Jacundá, PC prende cinco pessoas por tráfico de drogas

Simone Alves Viana, Francinete Rodrigues da Silva, Werica de Paiva da Silva, Carolaine Souza Lima e Samuel Silva Ferreira foram encontrados com pedras de crack e uma arma de fogo

Redação Integrada

Cinco pessoas foram presas em flagrante na manhã desta segunda-feira (03), no município de Jacundá, sudeste paraense, pelo crime de tráfico de drogas. De acordo com informações da Polícia Civil, Simone Alves Viana, Francinete Rodrigues da Silva, Werica de Paiva da Silva, Carolaine Souza Lima e Samuel Silva Ferreira foram encontrados com pedras de crack e uma arma de fogo.

Ainda segundo a polícia, por volta das 8h desta segunda, os policiais receberam uma denúncia anônima informando que uma mulher conhecida como Simone, moradora da rua Acrísio de Souza, no bairro Boa Esperança, estaria envolvida no homicídio de um homem de prenome Francisco, e que em sua residência funcionava um ponto de venda de drogas.

Com o apoio da Polícia Militar e de posse das informações, os agentes de dividiram em duas equipes e iniciaram as diligências no local denunciado. A casa da suspeita foi revistada pelos policiais, que encontraram no interior do imóvel dez petecas de substância semelhante ao crack.

A Polícia Civil informou, ainda, que o denunciante também havia informado que nas proximidades da primeira residência, em uma outra casa localizada na rua São José, também funcionava um ponto de venda de drogas. Os policiais, então, revistaram  o imóvel e encontraram mais 11 pedras de crack e uma arma de fogo do tipo espingarda, calibre 20.

Todos os suspeitos foram detidos e encaminhados para a Delegacia de Polícia de Jacundá para os procedimentos cabíveis.

Polícia
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

MAIS LIDAS EM POLÍCIA