Em Ananindeua, Polícia encontra corpo de mulher em chamas

Testemunhas suspeitam que ela tenha tido um caso com marido de outra mulher, que seria a algoz da vítima

Redação Integrada

Uma mulher foi assassinada em Ananindeua, na sexta-feira (29), depois de ter sido queimada. A Polícia Civil informou que, por volta das 22h40, a equipe de plantão da Divisão de Homicídios foi acionada, pelo Centro Integrado de Operações (Ciop), para atender uma ocorrência na Estrada do Aurá, passando o final da linha. Nesse endereço, foi encontrado um corpo do sexo feminino e que, aparentemente, teria sido queimado.

No local, os policiais foram informados de que uma mulher, moradora do residencial Bem Viver, localizado próximo do local do crime, estaria desaparecida. Alguns moradores da área foram chamados para fazer o reconhecimento do corpo, mas sem êxito. Segundo informações, a vítima foi arremessada de um veículo hatch (provavelmente um Gol prata), momento em que uma pessoa de identidade ainda desconhecida jogou gasolina e ateou fogo no corpo de vítima.

Um mototaxista que passava pelo local avistou o fogo e foi até a delegacia pedir ajuda. No caminho, ele encontrou a viatura 3005, da Polícia Militar, cuja guarnição foi até o local e conseguiu controlar o fogo. O mototaxista, porém, não foi identificado. E, ainda segundo a Polícia Militar, apenas alguns trabalhadores de uma obra em frente ao local do crime avistaram o veículo. No entanto, os operários também não foram identificados, pois todos já tinham ido embora do local.

Outras informações colhidas de testemunhas, que não quiseram ser identificadas, indicam que a mulher teria se envolvido com um homem comprometido. Ainda segundo essa versão inicial, a companheira do referido seria a "idealizadora" do fato, ainda conforme a Polícia Civil, que investiga o homicídio. Os peritos criminais, do Instituto de Criminalística, do Centro de Perícias Científicas Renato Chaves, não conseguiram constatar perfuração de disparos em decorrência do corpo encontrar-se carbonizado, mas a vítima apresentava sinais de violência.

Quem tiver notícias sobre esse crime pode ligar para o número 181. A pessoa não precisa se identificar.

 

Polícia
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

MAIS LIDAS EM POLÍCIA