Cadela é atingida em tiroteio e bala fica alojada na pata traseira

Animal foi socorrido por moradores da área, que iniciaram campanha nas redes sociais para pagar a cirurgia

Valéria Nascimento

Uma cadelinha de rua acabou sendo atingida durante um tiroteio que teve como vitima uma pessoa na tarde desta terça-feira (11), no bairro da Marambaia, em Belém.

Legenda (Reprodução Whatsapp)

Apesar de viver na rua, a cachorrinha conta com a assistência de moradores da vizinhança, que a chamam carinhosamente de Branca. Uma dessas pessoas é Alessandra Costa, que por coincidência estava perto do animal quando começou o tiroteio. Na ocasião ela almoçava em um restaurante e a cadela estava sentada aos seus pés.

No meio da confusão, Alessandra não percebeu que a cadela havia se afastado. Só depois de um tempo é que ela visualizou o animal baleado em meio à confusão.

Sem condições financeiras de bancar sozinha a assistência veterinária a Branca, Alessandra Costa pediu ajuda para a amiga Amanda Guimarães, que acionou a jornalista Natasha Coutinho, que milita na causa da defesa de animais.

Natasha conseguiu ajuda da Clínica JW, no conjunto Parque Verde, bairro do Coqueiro, já no início da noite desta terça. A cachorra recebeu os primeiros-socorros e a clínica informou que ela necessita ser operada para retirar a bala que está alojada na pata traseira.

Legenda (Reprodução Whatsapp)

“A cirurgia será à meia-noite desta terça-feira (11). O médico veterinário, doutor Júlio, nos ajudou bastante, mas o serviço é pago. Estou apelando à sensibilidade de quem puder nos ajudar com qualquer valor. Já conseguimos R$ 600", conta. Quem quiser colaborar pode entrar em contato pelo telefone 98927.2709 ou pelo perfil da jornalista Natasha Coutinho no Facebook.

Polícia
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

MAIS LIDAS EM POLÍCIA