Assassinato de mulher no Jurunas pode ter sido motivado por briga nas redes sociais

Vítima foi morta a tiros na Rua dos Timbiras nas primeiras horas da manhã

Redação Integrada

Mharla Thayná Vilhena Pantoja, 24, foi morta a tiros na manhã chuvosa desta quinta-feira (14), no bairro do Jurunas, em Belém. Segundo informações repassadas para o sargento Reinaldo, do 20º Batalhão de Polícia Militar, a vítima foi assassinada por uma mulher que estava de carona em uma motocicleta.

O crime aconteceu por volta das 7h30, quando a vítima voltava para casa de bicicleta pela Rua dos Timbiras, entre Passagem Breves e Avenida Bernardo Sayão. Mharla havia deixado o filho de cinco anos na escola.

Moradores próximos do local do crime alegam ter escutado pelo menos cinco tiros (Ary Souza / O Liberal)

Segundo testemunhas, duas pessoas em uma motocicleta se aproximaram de Mharla. O piloto vestia unifome de mototaxista e a mulher que estava de carona efetuou pelo menos cinco disparos, de acordo com os moradores.

A Polícia Militar foi acionada e aguardava a chegada dos familiares da vítima até a publicação desta matéria. A suspeita é que o crime foi motivado por uma briga nas redes sociais.

Pessoas que conheciam Mharla lamentaram o caso, comentando que ela seria mais um membro da mesma família a morrer de forma violenta.

Polícia