Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

VÍDEO: Helder Barbalho alerta sobre o aumento de casos de covid-19 em algumas regiões do Pará

Segundo o governador, as regiões de Carajás, Baixo Amazonas e Xingu registraram o aumento na incidência de casos por conta da baixa cobertura vacinal

João Thiago Dias / O Liberal

No início da noite desta quinta-feira (25), o governador do Pará, Helder Barbalho, fez um alerta sobre o aumento de casos de covid-19 nas regiões de Carajás, Baixo Amazonas e Xingu. Por meio de vídeos publicados nas redes sociais, o governador disse que esse quadro de novos infectados está atrelado à baixa cobertura de vacinação nessas localidades. 

"Lamentavelmente, estamos acompanhando o aumento da incidência de casos do novo coronavírus em algumas regiões do Pará, destacando as regiões de Carajás, do Baixo Amazonas e região do Xingu. Claro, absolutamente vinculado à baixa cobertura de vacina nessas regiões do Estado. Portanto, relação direta entre as cidades que menos vacinaram, o aumento de casos do coronavírus", alertou.

O governador afirmou que não existe falta de doses em nenhum dos 144 municípios paraenses e reforçou o pedido para que os cidadãos ainda não vacinados procurem um posto de saúde. 

"Não desejamos voltar a viver tudo aquilo que sofremos. A necessidade de correr atrás de leito e de montar hospital de campanha. De vermos irmãos e irmãs perdendo a vida no enfrentamento à pandemia. O Estado comprou vacina e dialogou com o Ministério da Saúde. Hoje, temos vacina disponível em todos os 144 municípios. Tem até lote de vacina que está vencendo por falta de uso", contou o governador.

"Por isso, meu apelo a você. Meu olhar. E, acima de tudo, minha fala sincera. Cada um tem que ter a consciência de que precisa se vacinar para evitar que seja vítima do coronavírus", acrescentou.

Ainda no vídeo, Helder disse que cerca de 1 milhão de paraenses não voltaram aos postos para a 2ª dose. "Não é possível que, com vacina e disponibilidade, por falta falta do ato de se vacinar, do amor próprio, consciência, tenhamos o risco de voltar a viver o que vivemos. Ninguém mais quer isso. Faço um apelo a você. Procure um posto de saúde. Temos muita gente que ainda não recebeu sequer uma dose. E cerca de um milhão de paraenses que receberam a primeira dose e não voltaram para receber a segunda dose", concluiu. 

Pará
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

RELACIONADAS EM PARÁ

MAIS LIDAS EM PARÁ