Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Semas emite alerta sobre elevação do rio Tocantins

A estimativa é que o nível do rio aumente mais de 10 metros nos próximos sete dias devido às chuvas frequentes e volumosas

O Liberal

Nesta sexta-feira (7) o nível do rio Tocantins, no sudeste paraense, chegou a marca de 11,5 metros e deve continuar acima de 10 metros nos próximos sete dias, devido à influência de chuvas frequentes e volumosas previstas para a região. A previsão é do Núcleo de Monitoramento Hidrometeorológico da Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Sustentabilidade (Semas). 

De acordo com o coordenador do Núcleo de Monitoramento Hidrometeorológico da Semas, Saulo Carvalho, a tendência é que o nível do rio Tocantins se mantenha elevado. “Todas as chuvas que vão cair nas bacias e cabeceiras dos rios Araguaia e Tocantins, que abrangem os estados do Pará, Maranhão, Goiás, Tocantins e Mato Grosso, vão influenciar a subida dos níveis do rio Tocantins, em Marabá”, alerta. 

As chuvas intensas,  principalmente nas regiões sul e sudeste paraense, serão ocasionadas pelo grande fluxo de umidade causado pela zona de convergência do Atlântico Sul aliado com a chegada da zona de convergência intertropical. A expectativa é que ocorra o volume de chuvas acima de 100 mm nos próximos sete dias.

 Um boletim climatológico divulgado pela secretaria no início do mês apontou que o volume de chuvas em grande parte do território paraense seria acima do esperado para o mês de janeiro. Para a região de Marabá, na porção norte do sudeste do estado, a previsão é de 300 a 400 mm nesse primeiro mês do ano.

O município de Marabá decretou situação de emergência por causa das fortes chuvas e elevação do nível do rio Tocantins que atingem a região. De acordo com o boletim da Defesa Civil do município, 565 famílias já foram atendidas.

Pará
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

RELACIONADAS EM PARÁ

MAIS LIDAS EM PARÁ