Pará registra apenas 36,87% de pessoas em casa no último dia de julho

Estado ficou na 21ª posição no ranking nacional de isolamento social

Redação Integrada

O Pará esteve na 21ª posição no ranking nacional de isolamento social, nesta sexta-feira (31), com a taxa de 36,87% de pessoas em casa para evitar a proliferação da Covid-19. Belém registrou a taxa de 37,65%, ficando na 19ª colocação entre as capitais. Os dados foram divulgados na tarde deste sábado (1º) pela Secretaria de Estado de Segurança Pública e Defesa Social do Pará (Segup).

Os municípios paraenses com os maiores registros de desobediência à recomendação às pessoas para ficarem em casa e, consequentemente, com baixo índice de isolamento social foram Santarém Novo (23,1%), São Caetano de Odivelas (23,2%) e Melgaço (24,5%). Os melhores índices foram encontrados em Afuá (52,4%), Santa Maria das Barreiras (55,1%) e Anajás (55,3%).

Secretário da Segup, Ualame Machado alerta para a necessidade de se manter a prevenção com o distanciamento e os cuidados com a higiene. "Sempre é importante reforçar os cuidados com a higiene e se possível manter o distanciamento social, evitando a aglomeração. O vírus ainda está por aí e enquanto não houver uma vacina eficaz teremos que manter a prudência e evitar a proliferação da doença entre nós".

REGIÃO METROPOLITANA DE BELÉM

Na capital paraense e em Ananindeua foram registrados, respectivamente, os índices de 37,65% e 37,1%. Em Belém, incluindo os distritos, os bairros com as maiores taxas de pessoas em casa foram: Val-de-Cães (56%), Castanheira (54,8%) e São João do Outeiro (47,8%). As piores taxas foram no Aeroporto (22,7%), Maracajá (24,3%) e Água Boa (26%).

Em Ananindeua, os melhores índices foram registrados nos bairros Águas Brancas (47,2%), Júlia Seffer (46,2%) e Levilândia (45,1%). As piores taxas foram observadas no Guanabara (28,5%), Águas Lindas (29,5%) e Heliolândia (29,7%).

Pará
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

MAIS LIDAS EM PARÁ