Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Monkeypox: Pará tem 6 casos confirmados, com aumento de suspeitos, informa Sespa

Belém tem 3 casos confirmados e registrou dois novos em investigação

O Liberal

No balanço do dia acerca da incidência da doença Monkeypox no Estado, a Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa) informou, nesta segunda-feira (22), que é de 6 o total de casos confirmados até agora. Essa quantidade de casos confirmados é a mesma que havia sido registrada até o domingo (21). No entanto, houve um aumento de dois casos em investigação de domingo para esta segunda-feira. Belém apresenta-se como o município com mais ocorrências confirmadas - seis até agora. A capital paraense teve dois novos casos em suspeita -- eram cinco e agora são sete.

"Há 06 casos confirmados de Monkeypox no Pará, residentes do município de Belém (03), Ananindeua (02) e Santarém (01). Outros 16 casos foram descartados. Ainda, 13 casos suspeitos seguem em investigação, notificados por: Santarém (05), Ananindeua (01) e Belém (07)", comunicou a Sespa.

O acompanhamento e monitoramento dos pacientes são feitos pelas secretarias de saúde municipais, como informou a Secretaria. A Sespa acrescentou que os casos confirmados são importados de outros estados e que não há transmissão local.

No balanço de domingo (21), a Sespa informou seis casos da doença no Estado, sendo três em Belém, dois em Ananindeua e um em Santarém. Dezesseis casos foram descartados (o mesmo apontado no boletim desta segunda-feira).

Ainda no domingo (21), 11 casos suspeitos seguiam em investigação, notificados por: Santarém (05), Ananindeua (01) e Belém (05).

 

Palavras-chave

Pará
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

RELACIONADAS EM PARÁ

MAIS LIDAS EM PARÁ