Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Entidade do setor de bicicletas publica nota de repúdio contra declarações do paraense Murilo Couto

A Associação Brasileira do Setor de Bicicletas diz que Couto estaria zombando de atropelamentos e mortes de ciclistas no Brasil

O Liberal

A Associação Brasileira do Setor de Bicicletas (Aliança Bike) publicou nesta segunda-feira (12) um nota de repúdio contra o humorista paraense Murilo Couto, após um vídeo ganhar repercussão e vários compartilhamentos. Em um trecho de um show de comédia stand up, Couto estaria zombando de atropelamentos e mortes de ciclistas no Brasil, diz a entidade. 

"Nos últimos 10 anos, quase 14 mil ciclistas tiveram suas vidas ceifadas por motoristas de ônibus, automóveis e caminhões nas estradas, ruas e avenidas de todo o Brasil. Mortos no trânsito, em geral, somam em média mais de 50 mil pessoas por ano. É uma tragédia humanitária. As falas do humorista atravessam como um afiado punhal os corações de milhares de famílias em luto e em busca de justiça por crimes de trânsito que são ainda ignorados pelas nossas polícias, ministério público e sistema judicial", disse a Associação Brasileira do Setor de Bicicletas.

"Nos últimos 10 anos, quase 14 mil ciclistas tiveram suas vidas ceifadas por motoristas de ônibus, automóveis e caminhões nas estradas, ruas e avenidas de todo o Brasil. É uma tragédia humanitária" - Aliança Bike.

Murilo Couto (reprodução)

Associação cita o Código Penal

"Não nos cabe dizer quais são os limites do humor, mas sim alertar que, quando se trata da vida e da sobrevivência de pessoas, o efeito imediato das falas do senhor Murilo Couto é a banalização das mortes", disse ainda a Associação Aliança Bike. "Sim, uma piada pode promover mais mortes, classificando a atitude do humorista como incitação ao crime (art. 286 do Código Penal) e discurso de ódio, travestidos de “humor”.

Em seu comunicado, a Aliança Bike citou ainda uma declaração do secretário-geral da ONU, António Guterres, que disse que o enfrentamento do discurso de ódio não significa limitar ou proibir a liberdade de expressão. "Significa evitar que este discurso se transforme em algo mais perigoso, particularmente que incite discriminação, hostilidade e violência, o que é proibido pela legislação internacional", reiterou a entidade.

Entidades paraenses rechaçaram falas de Couto

Em Belém, o ciclista José Ramos, cicloativista do coletivo Ciclomobilidade Pará, gaúcho de 72 anos que mora no Pará há décadas, declarou: "Eu acabei de assistir ao vídeo dele nas redes sociais e já enviei uma mensagem a ele. Disse que 'esse teu tipo de humor é incorreto e estimula o crime' ". 

"Enviei uma mensagem a ele. Disse que 'esse teu tipo de humor é incorreto e estimula o crime'. Uma piada de mau-gosto" - José Ramos, cicloativista.

Nas redes sociais, o coletivo ParáCiclo também se pronuncio: "O coletivo ParáCiclo repudia a manifestação criminosa de Murilo Couto, que desrespeita as vida de ciclistas, banalizando a morte, e que induz a perpetuação dos crimes de trânsito". 

Uma outra postagem no espaço do grupo questiona: "Humor!? Quando eu lamentavelmente saio para as bicicletadas indo pendurar 'ghost bikes' (bicicletas brancas instaladas em locais onde um Ciclista faleceu), penso no que podemos fazer para humanizar mais o trânsito e conseguir mais respeito com os ciclistas, nosso alcance é limitado, aí vem um humorista, que pra alguns tem carta branca para brincar com qualquer assunto e simplesmente 'humoriza' o assunto. Eu não ri, não achei graça e não acho que seja algo a se orgulhar de brincar".

A redação integrada de O Liberal está procurando o humorista Murilo Couto para comentar a repercussão negativa do vídeo e as declarações feitas na nota de repúdio da Associação Brasileira do Setor de Bicicletas. Até o momento ainda não obtivemos sucesso. Acompanhe.  

Pará
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

RELACIONADAS EM PARÁ

MAIS LIDAS EM PARÁ