Egressos produzem 10 mil máscaras por dia na Fábrica Esperança

Material será usados por trabalhadores das áreas de saúde e segurança

Agência Pará

Desde a última quarta-feira (25), a Fábrica Esperança tem se dedicado integralmente à confecção de máscaras cirúrgicas descartáveis. Toda a produção é destinada aos agentes e trabalhadores da área da Saúde e da Segurança Pública do Estado, até então. Essa é mais uma ação de enfrentamento à covid-19 (doença causada pelo novo coronavírus) promovida pelo Governo do Pará.

O trabalho é feito por cerca de 30 egressos do sistema prisional encaminhados por meio de uma chamada pública que celebra a parceria entre a fábrica e a Secretaria de Estado de Assuntos Penitenciários (Seap).

De acordo com o diretor da Fábrica Esperança, Artur Jansen, todo o parque industrial precisou ter sua engenharia refeita para ampliar a capacidade produtiva. Atualmente, de lá podem sair até 10 mil máscaras por dia e as atividades estão 100% voltadas para essa produção.

Durante o fim de semana, os egressos se dedicaram a confeccionar vestuário, lençóis e fronhas que foram encaminhados ao Mangueirão, local onde estão sendo recepcionadas as pessoas em situação de rua durante o período de isolamento social.

 

Pará
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

MAIS LIDAS EM PARÁ