Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Casamentos comunitários: mais de 370 casais participam de cerimônias em Belém

Celebrações foram realizadas pela Secretaria de Justiça e Direitos Humanos do Pará e o Tribunal de Justiça do Estado

Laís Santana

A Arena Guilherme Paraense, conhecida também como Mangueirinho, em Belém, foi palco de uma verdadeira celebração ao amor. Na noite desta sexta-feira (10), 325 casais oficializaram as uniões em matrimônio através da cerimônia de casamento comunitário realizada pela Secretaria de Justiça e Direitos Humanos (Sejudh), por meio do projeto Bem Casado Pará.

A iniciativa teve início este ano e é destinada a famílias em situação de vulnerabilidade social. Somente na região metropolitana de Belém, estima-se que dois mil casais já selaram o compromisso do casamento através do projeto que é realizado em parceria com a Associação Esperança do Ananin e pretende atender outras regiões do Estado. 

Para o casal Gladson Reis, 42 anos, e Ellen Rocha, 40 anos, juntos há sete anos e pais de duas filhas, viver a experiência do casamento é a confirmação de terem feito a escolha certa. "Se existir algum coração batendo nesse momento ele já está fora do peito porque eu não estou mais nem sentindo de tanta emoção. É a primeira vez e eu creio que seja a última da minha vida porque vai ser pra sempre. Eu encontrei a pessoa certa e agora é só manifestar publicamente o desejo de continuar com a família e manter esse laço, isso é o mais importante", declarou o noivo. 

Mais calma e só aguardando pela hora do "sim", Ellen avalia que a oportunidade veio no momento certo e representa a consolidação da família. "É um momento decisivo e muito importante, nós temos duas filhas, uma de três e outra de quatro anos, então é um momento importante pra elas também. É a nossa família se consolidando. O apoio a nossa família veio no momento certo, a gente estava esperando só por um incentivo pra dar esse passo que é um sonho antigo e está se realizando hoje graças a Deus", afirmou a noiva. 

A cerimônia contou com a participação do governador do Estado, Helder Barbalho, e da Primeira-Dama, Daniella Barbalho. O chefe do poder executivo estadual ressaltou a importância da promoção de direitos para as famílias paraenses. "Faz parte das missões do governo do Estado facilitar ao cidadão paraense alçar aquilo que deseja e nós que defendemos a família e compreendemos que a instituição casamento é algo absolutamente fundamental para o alicerce familiar, estimulamos que esse momento seja de festejo. Muitos casais já vivem juntos há algum tempo e hoje estão tendo a oportunidade de acessar a esse serviço", afirmou Helder Barbalho. 

O titular da Sejudh, Válber Milhomem, frisou que o próximo passo do projeto Bem Casado Pará é chegar a outras regiões do Estado. "A partir da próxima semana nós vamos estar realizando mais cerimônias como essa. É nosso dever levar cidadania por todo Pará", pontuou. A previsão é que os casamentos comunitários sejam realizados nas cidades de Altamira e Vitória do Xingu, no sudoeste do Estado; Breves e Portel, no Marajó, e Xinguara e Rio Maria, no sul do Pará.

Para o deputado estadual Fábio Figueiras, idealizador do projeto, a realização de mais uma cerimônia é motivo de muita celebração. "Com a pandemia houve uma diminuição muito grande na procura pelo casamento, então a gente sentou junto com a Associação Esperança Ananin e pensamos em uma forma de incentivar as pessoas a voltarem a casal porque nós entendemos que a instituição do matrimônio ajuda a família a ficar unida. Por isso fazemos questão de fazer uma festa bonita para que as pessoas lembrem sempre desse momento", destacou.

TJPA

Também nesta sexta-feira, o Tribunal de Justiça do Estado do Pará (TJPA) oficializou a união de 52 casais através de uma cerimônia de casamento comunitário, na sede do TJPA. A cerimônia, que beneficiou casais de baixa renda, é vinculada ao Núcleo Permanente de Métodos Consensuais de Solução de Conflitos (Nupemec), em parceria com o Cartório do 2º ofício de Registro Civil Guedes de Oliveira.

Segundo o TJPA, no início do mês, os casais foram preparados para a festa, onde realizaram ensaios para o dia da celebração, assistiram a palestras para debater sobre os ideais de família, casamento, além de momento para debater a união dos envolvidos.

Assembleia de Deus

Neste sábado (11), a Assembleia de Deus (AD) realiza o casamento comunitário para unir 511 casais com o testemunho da Igreja. Será às 19h, no Templo Central, em Belém, como parte da programação de 111 anos de fundação da AD.

“Serão 1022 pessoas, mais seus familiares, no dia. É uma forma de mostrar o respeito à família e por pessoas que não tiveram tempo e condições de ter um casamento em alto estilo: com orquestra, marcha nupcial, coral e tudo o que tem direito”, destaca o presidente da AD, Pastor Samuel Câmara.

Pará
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

RELACIONADAS EM PARÁ

MAIS LIDAS EM PARÁ