Universidade de Oxford recruta mais de 10 mil voluntários para testes

O grupo iniciou os testes com o imunizante no mês passado com mais de mil pessoas

Agência Estado

A Universidade de Oxford anunciou ontem que está recrutando mais de 10 mil voluntários do Reino Unido para a realização das próximas fases de um estudo para testar uma vacina para o novo coronavírus. O grupo iniciou os testes com o imunizante no mês passado com mais de 1 mil pessoas.

Para a fase 2, os pesquisadores vão avaliar a resposta do sistema imunológico em um grupo que vai incluir crianças de 5 a 12 anos e idosos. De acordo com a instituição, os participantes da fase 1 estão sendo acompanhados e a meta é atingir até 10.260 voluntários nas fases 2 e 3 da pesquisa.

Além de verificar a eficácia do imunizante, a etapa vai avaliar se as doses causam efeitos colaterais considerados inaceitáveis. Até o fim do estudo, os participantes não vão saber se receberam a nova vacina ou um imunizante que será utilizado como controle

Outro objetivo da pesquisa é analisar os efeitos da vacina em pessoas com mais de 55 anos, que não participaram da fase 1. A vacinação deverá ser realizada até junho.

De acordo com a universidade, a divulgação dos resultados vai depender do número de infecções dos voluntários. Caso haja diminuição nos índices de transmissão do vírus, a divulgação pode demorar até seis meses. A fase 3 terá a participação de pessoas com mais de 18 anos.

Outra vacina. No início da semana, outra vacina em testes também teve resultados preliminares divulgados. O produto em desenvolvimento pela farmacêutica americana Moderna se mostrou seguro e capaz de induzir resposta imune, mas o desempenho divulgado se baseia na avaliação de apenas oito participantes da pesquisa e não foi publicado em nenhuma revista científica - ou seja, o trabalho ainda não foi revisado por outros cientistas.

A corrida pela vacina contra o coronavírus mobiliza cientistas do mundo todo. Segundo a revista The Lancet, ao menos cem imunizantes estão em teste contra a covid-19.

Mundo
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!