Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Turista filma avalanche segundo antes ser atingido pela neve; veja vídeo

“Foi só mais tarde que percebemos a sorte que tivemos”, declarou Harry Shimmin, que gravou o fenômeno durante visita à cordilheira de Tian Shan, no Quirguistão

O Liberal

Um grupo de dez turistas, entre eles nove britânicos e um americano, foi surpreendido por uma avalanche quando chegou ao ponto mais alto de uma caminhada na cordilheira de Tian Shan, no Quirguistão, na Ásia Central. Separado do restante do grupo para tirar fotos no topo de uma falésia, Harry Shimmin, conseguiu registrar o fenômeno bem de perto, segundo antes de ser atingido pela neve. As informações são da Folha de São Paulo.

Ele conta que ouviu “o som do gelo quebrando” enquanto estava tirando fotos. Foi quando decidiu gravar o vídeo. Por estar no lugar há alguns minutos, ele afirma que sabia que havia um local para se abrigar, mas reconhece que era arriscado. "Sim, deixei para o último segundo para me mover, e sim, sei que teria sido mais seguro ir para o abrigo imediatamente", declarou o turista, que usou suas redes sociais para contar o que tinha acontecido. 

Quando a neve chegou e ficou tudo escuro, ele acreditou que poderia morrer e sentiu tontura. Todos os turistas que estavam no grupo sobreviveram, mas dois ficaram feridos - uma mulher sofreu ferimentos no joelho e foi atendida em um centro médico próximo à cordilheira, enquanto um homem teve hematomas no corpo e também passou por atendimento.

VEJA MAIS

Avalanche no Equador deixa três pessoas mortas
Foi no vulcão nevado Chimborazo, o mais alto do país

Esquiadores morrem após avalanche em montanha nos Estados Unidos
Outros quatro esquiadores foram retirados com vida do local. Segundo o departamento de policia local, dois grupos foram responsáveis pelo inicio da avalanche

Avalanches na Turquia matam 38 pessoas, incluindo equipe de resgate
Dezenas de pessoas usaram pás e varas para escavar veículos enterrados

Menina de 12 anos soterrada por avalanche é encontrada com vida após 18 horas
Número de mortos na região do Himalaia subiu para 74 vítimas

Segundo Harry Shimmin, todo o grupo estava rindo e chorando, feliz por estar vivo. Caso os turistas tivessem feito cinco minutos a mais de caminhada, poderiam ter morrido. “Foi só mais tarde que percebemos a sorte que tivemos".

Depois da avalanche, eles encontraram pedras de gelo maciças no caminho que percorreram. "Foram lançadas muito mais longe do que poderíamos ter corrido, mesmo que agíssemos imediatamente", disse Harry. "Para piorar, o caminho corre ao longo de um cume baixo, escondendo a montanha. Então só teríamos ouvido o barulho antes que ficasse tudo escuro".

Palavras-chave

Mundo
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

RELACIONADAS EM MUNDO

MAIS LIDAS EM MUNDO