Tipo sanguíneo A pode ser mais propenso ao coronavírus

Pessoas com esse sangue estão no topo das estatísticas, segundo estudo preliminar

Redação Integrada com informações da BBC

Estudo preliminar realizado na China detectou que pessoas com sangue tipo A podem ser mais vulneráveis a infecção e complicações do novo coronavírus, em comparação com outros tipos sanguíneos. Já os que têm tipo O seriam mais protegidos.

A descoberta se deu por pesquisadores do Hospital Zhongnan da Universidade de Wuhan, que examinaram padrões de grupos sanguíneos de 2.173 pessoas que foram diagnosticadas com covid-19, a doença causada pelo novo coronavírus.

A pesquisa foi publicada na plataforma científica MedRxiv, mas ainda não foi revisada. Por isso, especialistas destacam serem necessários mais estudos e que esses resultados não invalidam a necessidade de se tomarem medidas para frear o contágio do vírus, seja que tipo sanguíneo a pessoa tiver.

O estudo aponta que pacientes com sangue tipo A tinham uma taxa "significativamente maior" de infecção e pareciam desenvolver sintomas mais graves do vírus.

Já o tipo O parecia ter o menor risco de infecção. Segundo a pesquisa, 85 dos 206 pacientes que morreram de covid-19 em Wuhan, epicentro do surto, tinham sangue tipo A, uma taxa 63% superior aos do tipo O.

O mesmo padrão foi encontrado em diferentes grupos etários e de gênero.

Mundo
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!